• Neste mês de maio, a Biblioteca Pública do Estado da Bahia está completando 204 anos! Confira a história dessa Instituição bicentenária!
  • Todas as segundas e quartas-feiras, a Biblioteca promove gratuitamente duas sessões de cinema, com o projeto "Filme na Biblioteca". Confira a programação!
  • Biblioteca é lugar de criança! Confira as oficinas do mês no Setor Infantil e traga a garotada para uma viagem pelo mundo do livro, com muita cultura e diversão!
  • Biblioteca é lugar de criança! Confira as oficinas do mês no Setor Infantil e traga a garotada para uma viagem pelo mundo do livro, com muita cultura e diversão!

terça-feira, 31 de julho de 2012

Confira as oficinas da primeira quinzena de agosto no Setor Infantil

Clique para ampliar
Lugar de criança também é na Biblioteca. Com muitos livros, brincadeiras e oficinas, o Setor Infantil da Biblioteca Pública (térreo) convida a turma para uma viagem divertida pelo universo mágico da leitura. Durante a primeira quinzena do mês de agosto, serão oferecidas três oficinas temáticas, que celebram o Dia do Estudante, o Dia dos Pais e o centenário do escritor Jorge Amado. As oficinas acontecem nos dias 01, 08 e 10/08, sempre às 15h, com entrada gratuita.

Confira a programação:

Oficina Artesanal
CORAÇÃO DE ESTUDANTE
Após a leitura e audição da música ”Coração de Estudante” de Milton Nascimento, os participantes criarão um painel coletivo sobre o tema.
Dia 01 (quarta-feira), às 15h

Oficina Artística
PAPAI, SEMPRE MEU HEROI
Confecção de lembranças para o papai com material reciclado, após leitura de histórias.
Dia 08 (quarta-feira), às 15h

Oficina Literária
AMADO PARA AS CRIANÇAS
Em homenagem ao Centenário do escritor Jorge Amado e visando divulgar entre as crianças a literatura infantojuvenil do escritor baiano, os participantes irão expressar a sua criatividade através da pintura de partes das histórias que mais gostaram.
Dia 10 (sexta-feira), às 15h

Solenidade na Biblioteca apresenta vencedores do Prêmio Katia Mattoso de História da Bahia

Clique para ampliar
A Fundação Pedro Calmon/SecultBA divulgou o resultado final do Prêmio Kátia Mattoso de Historia da Bahia, publicado no Diário Oficial do Estado, no dia 28 de julho de 2012. Foram contempladas três obras nas seguintes categorias: dissertação de mestrado, tese de doutorado e livro publicado sobre História da Bahia em 2011. Alguns trabalhos também receberam menção honrosa. A entrega do prêmio será realizada na próxima segunda-feira (06), às 17h30, na Sala Katia Mattoso da Biblioteca e tem entrada gratuita.

Veja a lista de vencedores. 

Após a premiação, haverá a palestra do professor Luiz Felipe de Alencastro, doutor em História pela Universidade de Paris-Nanterre e docente da disciplina de História do Brasil na Universidade de Paris-Sorbonne. Alencastro é autor da publicação O trato dos viventes: formação do Brasil no Atlântico Sul, séculos XVI e XVII, organizador do volume II da coleção História da vida privada no Brasil, Império - A corte e a modernidade nacional, além de ser autor de diversos artigos publicados no Brasil e no exterior. O público poderá conferir também a exposição Revolta dos Búzios: Heróis Negros do Brasil, no Quadrilátero da Biblioteca. 

Prêmio - O Prêmio Katia Mattoso de Historia da Bahia é uma promoção conjunta da Fundação Pedro Calmon/SecultBA e Assembléia Legislativa da Bahia, para consagrar a produção acadêmica sobre a história do estado. Ao todo foram 25 concorrentes, entre livros, teses e dissertações em língua portuguesa, publicados ou defendidos até dezembro de 2011. A comissão de seleção foi composta por doutores em História de universidades brasileiras, que avaliaram critérios como originalidade, erudição bibliográfica, rigor metodológico, esforço de pesquisa e criatividade narrativa.

“Acredito que esta premiação é a melhor forma de mantermos viva a memória da historiadora e dar continuidade ao que ela mais gostava de fazer: estimular jovens pesquisadores interessados na história da Bahia”, afirma o professor Ubiratan Castro de Araújo, diretor-geral da Fundação Pedro Calmon/ SecultBA.

Quando: dia 06/08 (segunda-feira), às 17h30
Onde: Sala Katia Mattoso (3º andar)
Quanto: Gratuito

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Setor de Documentação Baiana disponibiliza "Exposição Virtual" no Youtube

O Setor de Documentação Baiana da Biblioteca apresenta, todos os meses, o Projeto Memória da Bahia, através da sua Exposição Virtual. Com uma frequência mensal de 850 frequentadores, entre estudantes e pesquisadores, o Setor têm seu acervo bibliográfico sobre a história e cultura baiana, estimado em aproximadamente 6.500 publicações em formato de monografias, livros, recortes de periódicos, periódicos, folders e catálogos. 

Agora, é possível conferir a Exposição Virtual através do canal da Biblioteca no Youtube: http://www.youtube.com/user/BibliotecaViva1. Três exposições já foram disponibilizadas: Um olhar sobre o Solar do Unhão, Forte de Santo Antônio: o vigia da Barra e Convento Nossa Senhora da Lapa.. 

Confira: 


Vídeo: Exposição Virtual - Convento Nossa Senhora da Lapa

Programa "Mê de Música" entrevista Ednilson Sacramento na Biblioteca

Clique para ampliar
No dia 13 de julho, o Quadrilátero da Biblioteca recebeu uma equipe de gravação do programa Mê de Música, para uma entrevista com o escritor Ednilson Sacramento. Frequentador do Setor Braille, Ednilson é autor do livro Rock Baiano – história de uma cultura subterrânea, que se propõe a contar a história do rock produzido no Estado.

Para Ana Paula Matos, produtora do Mê de Música, o livro é “uma espécie de enciclopédia do rock baiano”. Durante a década de 90, Ednilson ficou conhecido por fazer fanzines do rock, dentre elas a telefanzine, que era uma espécie de disk rock, informando a agenda de shows que aconteciam em Salvador.

O projeto Mê de Música tem o objetivo de fortalecer o cenário musical baiano, através de uma série de 10 programas de TV produzidos para a internet. O programa com a entrevista de Ednilson Sacramento irá ao ar no dia 2 de agosto (quinta-feira), no site http://www.medemusica.com.br/. Haverá, ainda, entrevistas com o produtor Rogério Big Brother e a cantora Pitty. 

sábado, 28 de julho de 2012

Dia especial para as famílias da Escola Experimental na Biblioteca

Na manhã deste sábado (28/07), a Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris), recebeu cerca de 400 pessoas entre crianças e pais e funcionários da Escola Experimental, para o Dia da Família. Eles participaram das atividades de Contação de História, Cinema Animado (Sala Walter da Silveira) e do show do mágico Mister Dimmys. Ao final das atividades, todos curtiram a apresentação da Liga da Alegria.

Para a pequena Fernanda Vitória, de 5 anos, o curta Aprender a Aprender foi ótimo. "Gostei muito da história!". A animação mostra uma narrativa audiovisual entre a relação do aprendiz e seu mestre. O curta proporciona uma reflexão profunda e significativa sobre a arte de ensinar e aprender. Os outros curtas exibidos foram: “Minhocas” e “Para chegar até a lua”.


Já o pequeno Moisés Matos, de 9 anos, disse que achou muito legal as mágicas do Mister Dimmys, que se apresentou no Quadrilátero da Biblioteca Pública do Estado. “Eu gostei mais da mágica que ele tira uma coisa do ouvido!”. 


No Espaço Infantil, a menina Beatriz Prazeres, de apenas 8 anos, adorou a contação de história com a atriz Solange Campos, que entre outras, contou  “A história do homem que saiu pelo mundo para aprender a tremer e arrepiar” do escritor Ernani Ssó.    

Fotos: Fidelis Tavares/NBV

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Centro Digital de Cidadania oferece cursos gratuitos de capacitação

Clique para ampliar
Em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (SECTI), os Centros Digitais de Cidadania (CDC) abrem inscrições, de 30 de julho a 13 de agosto, para cursos gratuitos de capacitação.  As inscrições acontecem no CDC da Biblioteca e nos demais 65 centros participantes.

Voltados para a pré-qualificação profissional de estudantes ou concluintes do ensino médio da Rede Pública, os cursos oferecidos são de Informática Básica e Internet, Língua Portuguesa, Interpretação e Escrita de Textos, Matemática Básica e Raciocínio Lógico. As vagas disponíveis, no total 5.600, são para educação à distância e os alunos poderão ter acesso ao material de ensino através de qualquer computador conectado à internet. Quem não tiver computador em casa, poderá acessar o conteúdo nas máquinas disponíveis no CDC, que fica no térreo da Biblioteca.

Para se inscrever, os interessados devem se dirigir ao CDC munidos de documentos de identificação e declarar o curso de seu interesse. Mais informações: www.secti.ba.gov.br/cdc.

INSCRIÇÕES

Quando: De 30/07 a 13/08, das 09h às 12h e das 14h às 17h
Onde: CDC da Biblioteca (térreo)
Documentação necessária: cópia do histórico escolar ou atestado de conclusão do ensino médio, comprovante de residência e carteira de identidade
Quanto: Gratuito

Dica Cultural: Mostra resgata memória cultural do Bairro Santo Antônio

Foto: Paulo Munhoz/Divulgação
Até o dia 25 de agosto, quem visitar o Forte Santo Antônio poderá conferir a exposição “A Cara do Santo”, com fotografias que retratam diversos ângulos da história e da cultura do bairro de Santo Antônio Além do Carmo, localizado no Centro Histórico de Salvador.

Com entrada gratuita, a exposição é resultado do projeto cultural “Antônio, o Santo do Além Carmo”, coordenado pelo professor e fotógrafo Paulo Munhoz, que tem o apoio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), através do Fundo de Cultura. Nessa mostra, buscou-se registrar através da imagem fotográfica e de depoimentos de moradores, os principais aspectos que caracterizam a identidade sócio-cultural do Santo Antônio Além do Carmo: seus monumentos, suas festas, sua religiosidade, seu cotidiano.

Quando: De 26 de julho a 25 de agosto , de segunda à sexta-feira, das 09h às 18h
Onde: Forte do Santo Antônio Além do Carmo (Largo do Santo Antônio, Centro Histórico)
Quanto: Gratuito

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Dica Cultural: Sarau do João é a próxima atração do projeto "Domingo no TCA"

Foto: Rosilda Cruz
O projeto Domingo no TCA, que desde 2007 apresenta grandes atrações na Sala Principal do Teatro Castro Alves com ingressos (inteira) a R$ 1,00, volta a cartaz no próximo dia 29 de julho, às 11 horas, trazendo artistas, instrumentistas, músicos, poetas, cantores e compositores convidados ao Sarau do João. Desta vez, o encontro homenageia o centenário de nascimento do Rei do Baião, Luiz Gonzaga. A direção musical é do maestro e compositor Tom Tavares.

O Sarau do João é uma criação de João Américo, um dos especialistas mais respeitados e requisitados do Estado quando se trata de sonorização profissional. Da paixão pela música nasceu, há mais de 30 anos, o evento que reúne artistas e plateia de todos os gêneros: poetas, cantores, compositores e instrumentistas geniais que a Bahia possui, convidados pessoalmente por ele, para o “Sarau do João”, que acontece mensalmente em sua casa artística, na Ladeira da Concha.

Quando: dia 29/07 (domingo), às 11h
Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves
Quanto: Gratuito

Show da banda Chita Fina marca encerramento do II Fórum Baiano de Arquivos e Bibliotecas

Foto: Divulgação
Nesta quinta-feira (26), a partir das 18h, acontece na Biblioteca o encerramento do II Fórum Baiano de Arquivos e Bibliotecas. Durante o evento, a banda Chita Fina fará uma apresentação do seu show em homenagem aos 100 anos de Luiz Gonzaga, com entrada gratuita.

Com direção musical de Magno Aguiar, o show " Chita Fina - Em homenagem aos 100 de Gonzaga" reúne elementos tradicionais juninos, além de representações e linguagens culturais que definem a memória do Rei do Baião, com releituras de músicas de Gonzagão, Trio Nordestino, Dominguinhos, entre outros artistas. O projeto já foi apresentado no interior do estado e em espaços culturais de Salvador.

O Fórum – O II Fórum Baiano de Arquivos e Bibliotecas acontece até o dia 27 de julho na Biblioteca e tem a proposta de reunir profissionais e interessados na área de gestão de arquivos e bibliotecas públicas para discutir os temas da profissão. Dentro da programação, no dia 27, ocorrem também o IV Encontro Baiano de Bibliotecários de Bibliotecas Públicas e o VI Encontro Baiano de Arquivos Municipais, direcionado aos profissionais bibliotecários e arquivistas.

O quê: Encerramento do II Fórum Baiano de Arquivos e Bibliotecas, com show da banda Chita Fina
Quando: dia 26/07 (quinta-feira), a partir das 18h
Onde: Quadrilátero (térreo)
Quanto: Gratuito

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Dica Cultural: Paredes em Movimento trata da Dança da Bahia nos EUA

Clique para ampliar
Desenvolvido desde 2010, o Paredes em Movimento é um projeto que se constitui no diálogo entre a Dança e as Artes Visuais, promovendo debates, instalações e exposições em torno de temáticas relevantes para os artistas destas áreas, em diferentes centros de cultura do estado. Neste mês de julho, a edição do Paredes em Movimento, que é realizado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), sob coordenação de Cristina Castro, tem como tema os “Caminhos da Dança Baiana nos EUA: Informações, Experiências e Intercâmbios”, num bate-papo a ser realizado no dia 27 (sexta-feira), das 16 às 18 horas, no Espaço Xisto Bahia, aberto gratuitamente para o público.

O convidado desta edição é o coreógrafo baiano Augusto Soledade, que mora em Miami e é professor de dança da Florida International University (FIU), fundador e diretor da companhia de dança Brazz Dance Theater, criada em 1998 e que funde a dança afro-brasileira à dança contemporânea. O objetivo da conversa é trazer as experiências vividas por ele nos Estados Unidos, referências produtivas de fora do Brasil, modos como a dança da Bahia é vista pelos norte-americanos, gerenciamento de carreira/negócio em outros países, além de como abrir novos caminhos para intercâmbios e incentivar que os artistas baianos deem passos em busca de construir novas possibilidades para suas carreiras.

Quando: dia 27/07 (sexta-feira), das 16h às 18h
Onde: Espaço Xisto Bahia (Barris)
Quanto: Gratuito

Camerata Opus Lúmen se apresenta na Biblioteca

Clique para ampliar
Na próxima quarta-feira (01), a Biblioteca recebe a apresentação da camerata Opus Lúmen, em mais uma parceria com a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA). O evento acontece no Foyer, às 15h, e tem entrada gratuita.

Formado por seis músicos, o grupo executa peças eruditas contemplando a música clássica, passando pela música popular estilizada. Ao longo de sua história, com o intuito de aproximar o público comum da música erudita, a camerata Opus Lúmen, que faz parte da OSBA, já se apresentou em escolas, igrejas, órgãos comunitários, instituições filantrópicas e de ensino superior. O grupo de câmera promove uma integração entre os músicos e o público, tornando estreita a relação entre a música clássica e o funcionamento e o repertório apresentado. A camerata é formada pelos músicos Solamy Oliveira (clarinete), Gustavo Seal (oboé), Ilza Cruz (fagote), Adelson (trompa), Antonio Carlos Tota (flauta) e Humberto (percussão).

Quando: dia 01/08 (quarta-feira), às 15h
Onde: Foyer (térreo)
Quanto: Gratuito

terça-feira, 24 de julho de 2012

Dica Cultural: Fundação Pedro Calmon lança livro de Damário Dacruz em Cachoeira

Clique para ampliar
A Fundação Pedro Calmon (FPC) realiza, em 27 de julho, no Pouso da Palavra, Cachoeira, o lançamento do livro "Todo risco", de Damário Dacruz, que em 2013, se vivo, completaria 60 anos de idade. Antes, haverá uma mesa com o Prof. Ubiratan Castro de Araújo, Diretor Geral da FPC, os escritores Manoel Passos Pereira e João de Moraes Filho, e Graça Cruz, viúva do poeta. O evento começa às 18h30. A partir das 19h15, acontece o recital de Marcos Peralta, com poemas de Damário Dacruz e, em seguida, o lançamento do livro. 

Esta nova edição de "Todo risco", comercializada ao preço simbólico de 10 reais, possibilitará aos cachoeiranos e visitantes acesso à obra mais conhecida do poeta, que, em 2013, completará 20 anos desde que veio a lume pela primeira vez, em 1993. Nos dias 27 e 28, o público terá acesso aos livros publicados pela FPC, visitando o Feira-Móvel, em frente ao Pouso da Palavra. Resultado da parceria da FPC com a editora Livro.Com, a publicação dá continuidade à coleção Estante de Bolso, que chega ao seu segundo volume e promete novidades.

Quando: dia 27/07 (sexta-feira), a partir das 18h30
Onde: Pouso da Palavra (Cachoeira)
Quanto: Gratuito

II Fórum Baiano de Arquivos e Bibliotecas Públicas começa amanhã na Biblioteca

Clique para ampliar
Começa nesta quarta-feira (25) o II Fórum Baiano de Arquivos e Bibliotecas Públicas. O evento acontece até o dia 27 de julho na Biblioteca e tem a proposta de reunir profissionais e interessados na área de gestão de arquivos e bibliotecas públicas para discutir os temas da profissão. Dentro da programação, no dia 27, ocorrem também o IV Encontro Baiano de Bibliotecários de Bibliotecas Públicas e o VI Encontro Baiano de Arquivos Municipais, direcionado aos profissionais bibliotecários e arquivistas.

A abertura do II Fórum acontece amanhã (25) na sala Walter da Silveira, às 11h, com uma conferência da diretora de prevenção da corrupção da Controladoria-Geral da União, Vânia Vieira. No período da tarde, às 14h, Jones Carvalho, da Ouvidoria Geral do Estado da Bahia, palestrará sobre a lei de acesso à informação e o impacto nos arquivos públicos. No mesmo dia, Fernando Modesto, professor da Universidade de São Paulo (USP), abordará o cenário da biblioteca pública no contexto das novas tecnologias e redes sociais.

Programação – No segundo dia do II Fórum Baiano de Arquivos e Bibliotecas Públicas, dia 26, as atividades começam às 8h30. A primeira palestra é de Silvia Ninita de Moura Estevão do Arquivo Nacional. Ela abordará acesso às informações públicas e a implantação dos serviços de informação ao cidadão. Na seqüência, a professora da UFF, Margareth Silva tratará da preservação digital e do acesso nas instituições arquivísticas públicas.

No último dia do evento, 27, às 8h30, o público confere debates e mesas redondas direcionado, especificamente, aos profissionais bibliotecários e arquivistas. A professora da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Aurora Freixo falará sobre políticas de arquivos municipais: estratégias e perspectivas com a professora. A diretora da Biblioteca Virtual 2 de Julho, Cristina Santos da Fundação Pedro Calmon/SecultBA, também participa da mesa redonda.

No período da tarde, ocorrem oficinas de digitalização de documentos históricos e ferramentas web de interação com usuários de arquivos públicos. Os convidados são, respectivamente, Mário Silva (Family Search International/America Latina Sul) e Rafael Botelho da Fundação Pedro Calmon/SecultBA.

Quando: Nos dias 25, 26 e 27 de julho
Onde: Biblioteca Pública do Estado da Bahia, abertura na Sala Walter da Silveira, às 11h
Quanto: Inscrições encerradas

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Dica Cultural: VII Mostra A Cidade Cria Cenários de Cidadania

Clique para ampliar
Entre os dias 25 e 28 de julho, o Teatro SESC SENAC Pelourinho recebe a VII Mostra A Cidade CRIA Cenários de Cidadania. A iniciativa é do Centro de Referência Integral de Adolescentes (CRIA) que há 18 anos promove transformação social por meio da Arte-Educação. As apresentações serão às 19h00, nos dias 25, 26 e 27, e no dia 28, às 17h00, todas com entrada gratuita.

Em cena, os jovens dos quatro grupos artísticos do CRIA - Mais de Mil, Pessoa Comum, Iyá de Erê e CRIA Palhaço – levam para o palco o resultado de meses de ensaio e preparo coordenado pela equipe de arte-educadores do CRIA. Juntos, eles reinventam e reelaboram as montagens que abordam temáticas como os direitos das crianças e adolescentes e a valorização de mestres populares, unindo dança, música e poesia para falar de cidadania.

Veja a Programação:  

Quando: 25/07 (quarta) - 19h00, Espetáculo: Um dia... Um Quintal
26/07 (quinta) - 19h00, Espetáculo: Quem somos nós?
27/07 (sexta) - 19h00, Espetáculo: Quem me ensinou a nadar?
28/07 (sábado) - 17h00, Espetáculo: Ruth
Onde: Teatro SESC SENAC Pelourinho, às 19h e 17h
Quanto: Gratuito
Fonte: Globo FM

Atenção! Exibição de filme cancelada


sexta-feira, 20 de julho de 2012

Feliz Dia do Amigo!


Dica Cultural: Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia se apresenta no projeto Música no Parque

Clique para ampliar
O projeto Música no Parque recebe neste mês de julho, no dia 22, o concerto da Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia – NEOJIBA, que se apresenta sob a regência do maestro Ricardo Castro. A apresentação está marcada para as 11h, no Anfiteatro Dorival Caymmi, no Parque da Cidade, com entrada gratuita. A Orquestra Sinfônica Juvenil da Bahia é a principal orquestra do Neojibá – programa de formação de núcleos de orquestras e corais infanto-juvenis no Estado da Bahia – e composta por integrantes de 13 a 25 anos de idade.

Quando: Dia 22/07 (domingo), às 11h
Onde: Parque da Cidade
Quanto: Gratuito

Dica de Leitura: Dia do Amigo

Clique para ampliar
No Dia do Amigo, a Dica de Leitura da Biblioteca é para a garotada. A amizade é um tema frequente na literatura infantojuvenil e convida para viagens emocionantes no mundo das letras. Não à toa: é justamente na infância que o ser humano desenvolve as suas primeiras relações de amizade, que, muitas vezes, duram para toda a vida. Nada como comemorar a data com os amigos e, claro, com uma boa leitura!

O Amigo do Rei, de Ruth Rocha, e Um Amigo Para Sempre, de Marina Colasanti, falam sobre a amizade narrando duas relações bem diferentes: o primeiro, entre duas crianças na época da escravidão e o segundo, entre um homem e um pássaro. Os livros estão disponíveis no Setor Infantil da Biblioteca (térreo), onde é possível fazer consulta do acervo e retirada para empréstimo. Mais informações: (71) 3117-6093. Saiba mais sobre os livros:

O Amigo do Rei – Ruth Rocha
No Brasil, no tempo da escravidão, brancos e negros não podiam ser amigos. Mas, para as crianças, quem mandava era o coração. E o escravo Matias era amigo de Ioiô, seu patrão. Brincavam e brigavam, indiferentes a qualquer lei, sem saber que, um dia, um deles ainda seria rei.

Um Amigo Para Sempre – Marina Colasanti
Este livro traz uma história baseada em fato real. Luandino Vieira é um escritor angolano que lutou pela independência do seu país e por isso foi preso. Na prisão ele só podia sair da cela uma vez por dia. Nesses passeios, surge um passarinho que vem comer migalhas do seu pão. São meses de paciência para que a distância entre o homem e o pequeno pássaro desapareça. Até que um dia o passarinho não volta mais. Foi cumprir seu destino de liberdade, como o homem ainda vai cumprir.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Dica Cultural: Projeto Remue-ménage fica em cartaz até o dia 22 no MAM-BA

Clique para ampliar
Até o dia 22 de julho, o projeto Remue-ménage ocupa as Galerias 1, 3, Galeria Subsolo e Pátio Flamboyant do MAM-BA com intervenções, performances, encontros e oficinas de artistas brasileiros e suíços, movidos por questões acerca da arte contemporânea. A ideia é da associação suíça Charlatan, que reúne neste projeto pesquisadores do Brasil e da Suíça ligados a um tema comum: as relações de gênero e o feminismo. 

O nome Remue-ménage remete à proposta interativa, colaborativa, transcultural e, sobretudo, desestabilizadora das artes hoje. De acordo com a artista Sarah Glaisen, membro de Charlatan e uma das participantes da mostra, a expressão representa ainda a ideia de modificar o pensamento, possibilitando novas reflexões sobre o conceito de arte contemporânea. 

Quando: Até 22/07 (domingo), das 13h às 19h
Onde: Museu de Arte Moderna da Bahia
Quanto: Gratuito
Fonte: MAM-BA

Projeto Leituras Públicas celebra o Dia do Escritor na Biblioteca

Foto: Divulgação
Na próxima quarta-feira (25), a Biblioteca recebe mais uma tarde de Leituras Públicas. Devido ao Dia do Escritor, comemorado na mesma data do evento, o projeto acontece pela segunda vez no mês. Desta vez, a convidada é a escritora, dramaturga e diretora de teatro Adelice Souza. O evento acontece no Quadrilátero (térreo), a partir das 17h, e tem entrada gratuita.

Autora de “As camas e os cães”, “Caramujos Zumbis” e “O homem que sabia a hora de morrer”, lançado em abril deste ano na Biblioteca, Adelice falará sobre a sua obra e lerá trechos dos seus livros. Com mediação do escritor Valdomiro Santana, a autora responderá, ainda, as perguntas do público.

O Projeto - Os encontros do projeto Leituras Públicas acontecerão uma vez por mês, até março de 2013, trazendo sempre um escritor diferente para falar sobre sua obra.  Com esta ação, a Diretoria do Livro e da Leitura da Fundação Pedro Calmon/SecultBA pretende fomentar a cultura da leitura de livros na Biblioteca e o reconhecimento da importância do livro na vida do cidadão, que tem a oportunidade de ouvir os autores lendo suas obras e conversar com eles.

Quando: Dia 25/07 (quarta-feira), às 17h
Onde: Quadrilátero (térreo)
Quanto: Gratuito

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Cerimônia na Biblioteca premia iniciativas de incentivo à leitura no estado da Bahia

Clique para ampliar
Na tarde desta quarta-feira (18), a Biblioteca recebeu a cerimônia de premiação dos Pontos de Leitura vencedores do edital do programa Mais Cultura. O prêmio contemplou 94 iniciativas de incentivo à leitura em todo o estado da Bahia, através de entidades que promovem o acesso gratuito ao livro e à leitura há mais de um ano.

Estão sendo investidos, no total, 1 milhão 880 mil reais para os Pontos de Leitura, sendo 20 mil reais para cada iniciativa premiada. Com o apoio do Governo do Estado e do Ministério da Cultura, os contemplados deverão investir no fortalecimento do incentivo à leitura: além da compra de livros, revistas, gibis, CD’s e DVD’s, a verba poderá ser destinada ao auxílio às atividades socioculturais e educacionais relacionadas à leitura. Ao final de 12 meses, os grupos selecionados deverão prestar contas sobre as atividades exercidas, através de um relatório de análise de resultados.

A escritora Neide Cortizo fez uma intervenção durante o evento, falando sobre as diversas formas de leitura, que vão do texto à imagem, e a sua importância. Iniciando a palestra com a pergunta “Por que lemos?”, como forma de provocação, a escritora convidou os ouvintes a participarem respondendo à questão. Para Judite Santos, de Saubara, a leitura é a principal fonte de conhecimento, saber e informação. “A leitura nos leva ao esclarecimento da vida”, diz. Foram abordadas, ainda, as dificuldades de acesso e incentivo à leitura no interior do estado e representantes de Pontos de Leitura contemplados no edital de 2010 relataram suas experiências em suas respectivas cidades.

Os contemplados no edital de Pontos de Leitura assinaram o Termo de Acordo e Compromisso (TAC) e receberam um kit com quatro livros publicados pela Fundação Pedro Calmon: O homem que sabia a hora de morrer, de Adelice Souza, A guerreira da Lapinha, de Elieser César, Louça de Deus: o Caxixi de Maragojipinho, de Urânia Teixeira, e O mistério da casa na praia, de Nádia São Paulo.

Mais Cultura – O Prêmio Mais Cultura de Pontos de Leitura da Bahia é uma ação do projeto Mais Cultura, que é fruto do convênio entre o Ministério da Cultura e o Governo do Estado da Bahia, pela Secretaria da Cultura e Fundação Pedro Calmon. Esta ação visa contemplar, por editais, 260 pontos de leitura na Bahia.

Dica Cultural: Exposição "Dores da Colômbia" fica em cartaz até o dia 27

Foto: Divulgação
Em “Dores da Colômbia” o pintor Fernando Botero retrata o drama da violência na Colômbia. Famoso por desdenhar de estereótipos da sensualidade, pintando gordinhas e gordinhos erotizados, com um traço quase sempre bem humorado, Botero denuncia a violência da história colombiana em obras impactantes. A exposição fica em cartaz até o dia 27 de julho.

Quando: Até o dia 27/07 (sexta-feira), das 09h às 18h
Onde: Espaço Caixa Cultural Salvador (Av. Carlos Gomes, Centro)
Quanto: Gratuito

"Café Científico" discute situação dos estatuários na Baía de Todos os Santos

Clique para ampliar
A Biblioteca recebe mais uma edição do Café Científico Salvador, que, neste mês, traz o palestrante Francisco Carlos Rocha de Barros Junior, do Instituto de Biologia da UFBA. Com o tema “Quando regional é global: ecologia nos estuários da Baía de Todos os Santos”, o evento acontece na próxima sexta-feira (20), às 18h, na Sala Katia Mattoso (3º andar).

Estatuários são sistemas naturais costeiros onde ocorre a mistura da água doce dos rios com a água salgada do oceano. Esta edição abordará os estuários da Baía de Todos os Santos com um olhar ecológico de caráter global e local. Com o objetivo de aproximar cientistas e o público comum, o Café Científico Salvador é um projeto científico-cultural realizado pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências (UFBA/UEFS), pela Livraria LDM e pela Biblioteca Pública do Estado da Bahia. 

Quando: Dia 20/07 (sexta-feira), às 18h
Onde: Sala Katia Mattoso (3º andar)
Quanto: Gratuito

terça-feira, 17 de julho de 2012

Dica Cultural: Projeto Biblioteca Amiga inicia atividades em 2012

Clique para ampliar
Uma série de atividades culturais na Biblioteca do Centro de Cultura da Câmara Municipal marca a abertura do Projeto Biblioteca Amiga, em 2012, nesta quinta-feira (19), com entrada gratuita.

A programação tem início às 14h e conta com a participação da Escola Vinicius de Moraes e apoio da Biblioteca Infantil Monteiro Lobato, além do Fórum dos Pontos de Cultura da Bahia e Condomínio do Empreendedor Cultural. O roteiro completo inclui: acolhimento dos participantes, uma breve apresentação do projeto, contação de história, e encerramento com o lanche.

Projeto Biblioteca Amiga - Criado em Maio/2012, o projeto busca, através das atividades culturais e educativas, desenvolver o prazer da leitura possibilitando a divulgação e familiarização com diferentes linguagens, formas de comunicação e promover o exercício do diálogo e da expressão verbal. 

Quando: dia 19/07 (quinta-feira), a partir das 14h
Onde: Biblioteca do Centro de Cultural da Câmara Municipal (Praça Municipal)
Quanto: Gratuito

Alunos de escola municipal visitam pela primeira vez a Biblioteca

Foto: Fidelis Tavares/NBV
Nesta terça-feira (17), os alunos da Escola Municipal Maria Felipa, do bairro do Cabula, visitaram pela primeira vez uma biblioteca. Cerca de 30 crianças, com idade entre 6 e 14 anos, conheceram alguns dos espaços que compõe o complexo Biblioteca Pública do Estado da Bahia, localizada nos Barris, região central de Salvador.

A primeira seção visitada foi o Setor Infantil, onde foi apresentada a forma de funcionamento da Biblioteca, como horário, setores e serviços oferecidos pela unidade. Elen Assis, professora e coordenadora da Escola, acompanhou as crianças e ficou surpresa com a organização e estrutura de serviços oferecidos pela Biblioteca. Ela conta que nenhum dos alunos tem contato com livros em casa. “Essa é uma chance deles conhecerem outro universo literário, espero que possam voltar em outra oportunidade”, diz.

Ainda no andar térreo, as crianças tiveram contato com o Sistema Braille e outros recursos usados pelos deficientes visuais, como máquina de escrever na língua Braille, além de terem a oportunidade de conhecer livros escritos nesse língua. Os alunos tiveram ainda uma mini-aula de cidadania com a colaboradora e frequentadora do Setor Braille, Joselita (Jô). Ela explicou como os alunos podem ajudar e conduzir cegos que necessitem, por exemplo, atravessar a rua.

Os alunos visitaram o 1º andar - Setores de Periódicos, Recortes e Revistas, além do Setor de Obras Raras e Valiosas - 2º andar, e ficaram impressionados com o livro mais antigo e o menor livro da Biblioteca.

Transformações vividas por Salvador são tema de Fórum realizado na Biblioteca

Clique para ampliar
Nesta quarta-feira, dia 18, às 18h, acontece na Biblioteca o V encontro do Fórum de Pensamento Crítico, que abordará transformações vividas pela cidade a partir de 1945 até os dias atuais e suas conseqüências.

Mediado pelo professor Ubiratan Castro de Araujo, diretor geral da Fundação Pedro Calmon (FPC), o debate conta com a participação da socióloga e doutora em Planejamento Urbano e Regional, Antonia Garcia, entre outros convidados. As pessoas que não tiverem oportunidade de comparecer ao local do evento poderão acompanhar as discussões online, através do portal da FPC.

O Fórum do Pensamento Crítico é realizado pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult-BA), em parceria com a Fundação Pedro Calmon e a Secretaria de Planejamento (Seplan-BA), e tem como objetivo debater questões referentes à cultura e cidades. O evento ocorre mensalmente e está previsto até dezembro de 2012.

Quando: dia 18/07 (quarta-feira), às 18h
Onde: Sala Katia Mattoso (3º andar)
Quanto: Gratuito (sujeito ao preenchimento de vagas)
Informações: (71) 3103-3269

Programação:
A cidade da Bahia – assim Salvador era chamada por todos os baianos vindos do interior. “- Eu vou para a Bahia, eu vim da Bahia!”. Vinham imigrantes mas também pessoas para fazer compras, fazer tratamentos médicos, estudar. Depoente: Antonio Fernando Guerreiro Moreira de Freitas. Doutor em História, Professor da FFCH – UFBA.
A cidade fabril – até o fim dos anos 40, o bairro de Itapagipe e o confrontante bairro de Plataforma consolidaram-se como bairro das fábricas têxteis e como a morada dos operários. Depoente: Antonia Garcia. Doutora em Urbanismo pela UFRJ, socióloga, líder feminista e líder comunitária.
A cidade dos encantados – 365 igrejas e 3.365 candomblés de todas as nações africanas. Gêges, Nagôs, Mahis, Ashantis, Ijexas, Angolas, Congos, etc. Esta era a cidade africana. Como a cidade branca olhava a cidade negra e vice-versa? Depoente: Prof. Jaime Sodré, intelectual negro, artista e historiador.
A cidade da boemia – Salvador dos anos 50 intensamente a boemia literária, a vida intelectual mundana e universitária que incubaram varias gerações de intelectuais transformadores e movimentos de vanguarda. Primo vivere, dendê filosofare. Muito se viveu e muito se filosofou. Depoente: Florisvaldo Matos. Professor da UFBA, jornalista, poeta da Academia de Letras.
A cidade cosmética – Para fazer jus ao estatuto de cidade moderna, Salvador “tomou banho de loja”. Desde a abertura da Avenida Oceânica em 1948 até a abertura das avenidas de vale nos anos 70, alem de obras estruturais, a cidade se emperiquitou de alguns adereços para “inglês ver”, quer dizer, para turista ver. Depoente: Marco Aurélio. Doutor e pós-doutor em urbanismo. Professor da FAU – UFBA e coordenador da Pós-graduação da FAU.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Dica de Leitura: Série Harry Potter

Clique para ampliar
No dia 16 de julho de 2005, era lançado oficialmente o livro Harry Potter and the Half-Blood Prince (de J. K. Rowling), o sexto da série Harry Potter. No Brasil, o livro, considerado por muitos o mais sombrio da série, recebeu o título Harry Potter e o Enigma do Príncipe e só foi lançado em novembro do mesmo ano. Aclamada mundialmente, a série vendeu cerca de um bilhão de exemplares até 2011 e foi traduzida em mais de 62 idiomas.

Em homenagem a data, que tal entrar em um mundo de magia através da leitura? Para entender Harry Potter e o Enigma do Príncipe e toda a batalha travada entre o bem e o mal, protagonizada pelo mocinho Harry Potter e o vilão Voldemort, é importante ler os cinco primeiros livros da série. Os sete volumes podem ser retirados no Setor de Empréstimo da Biblioteca, de segunda à sexta-feira, das 08h30 às 21h, aos sábados, das 08h30 às 12h, e aos domingos, das 10h às 16h.  É possível, também, ter acesso às edições em braille, no Setor Infantil. Mais informações: (71) 3317-6021 (Setor de Empréstimo) ou (71) 3117-6093 (Setor Infantil).
Confira:

- Harry Potter e a Pedra Filosofal (1997)
- Harry Potter e a Câmara Secreta (1998)
- Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (1999)
- Harry Potter e o Cálice de Fogo (2000)
- Harry Potter e a Ordem da Fênix (2003)
- Harry Potter e o Enigma do Príncipe (2005)
- Harry Potter e as Relíquias da Morte (2007) 

Dica Cultural: Sesc Dramaturgia homenageia centenário de Nelson Rodrigues

Clique para ampliar
O centenário do dramaturgo Nelson Rodrigues será lembrado no projeto Sesc Dramaturgia: Leituras em Cena, realizado entre os dias 19 e 21 de julho, às 20h no Teatro Sesc Senac (Pelourinho). As leituras são resultado da oficina ministrada por Sabrina Lermen, atriz, dançarina e professora, e trazem um experimento cênico criado pelos próprios participantes.

O Sesc Dramaturgia é realizado pelo Sesc (Serviço Social do Comércio) em várias cidades brasileiras, com objetivo de estimular a prática da leitura de textos teatrais, apoiar a pesquisa dramatúrgica e provocar a reflexão e o debate sobre a importância da dramaturgia no teatro contemporâneo.

Programação

Dia 19 – A Divina Comédia e O Homem Fiel
Dia 20 – O Delicado e frases de Nelson Rodrigues
Dia 21 – Casal de Três e Mártir em Casa e na Rua

Quando: dias 19, 20 e 21 de julho (qui., sex. e sáb.), às 20h
Onde: Teatro Sesc Senac Pelourinho
Quanto: Gratuito
Fonte: iBahia

Seminário celebra o Dia do Escritor na Biblioteca

Germano Machado é um dos
convidados do seminário
A União Brasileira de Escritores – UBE/BA promove, na Biblioteca, o seminário Movimentos Literários Contemporâneos da Bahia, que celebra o Dia Nacional do Escritor (data comemorada em  25 de julho) com a participação de vários grupos que mantém a literatura baiana em constante renovação. O evento será realizado no dia 20 de julho (sexta-feira), a partir das 17h, na Sala Luiz Orlando (3º andar). 

Entre os convidados estão: Círculo de Estudo Pensamento e Ação – CEPA (Germano Machado); Movimento Cultural Artpoesia (José da Boa Morte); Grupo de Ação Cultural da Bahia – GACBA (José Siquara da Rocha); Projeto Fala Escritor (Leandro de Assis); Viva a Poesia Viva (Douglas de Almeida); Caruru dos Sete Poetas (João Vanderlei de Moraes Filho); Sarau Bem Black (Nelson Maca); Galinha Pulando / Prêmio Literário (Valdeck Almeida de Jesus); Fundação e Editora Òmnira (Roberto Leal) e Pós-Lida (James Martins).

O evento será dividido em três blocos, nos quais os coordenadores dos movimentos participantes falarão sobre a história e projetos realizados. Durante o evento, também será realizado uma minifeira de livros com obras publicadas pelos grupos presentes e recital de poesia. 

Dia Nacional do Escritor – O dia 25 de julho é um dia dedicado a homenagear o escritor brasileiro. O surgimento da data se deu a partir da década de 60, através de João Peregrino Júnior e Jorge Amado, quando realizaram o I Festival do Escritor Brasileiro, organizado pela União Brasileira de Escritores - UBE, do Rio de Janeiro.

Quando: dia 20/07 (sexta-feira), a partir das 17h
Onde: Sala de Projeção Luiz Orlando
Quanto: Gratuito

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Dica de Leitura: Dia Mundial do Rock

Clique para ampliar
13 de julho, Dia Mundial do Rock. O estilo musical, que é, para muitos, um estilo de vida, ganhou esta data em sua homenagem depois da realização de dois mega eventos no dia 13 de julho: o primeiro foi o Live Aid, que aconteceu em 1985 e teve shows simultâneos em Londres e na Filadélfia, com grandes nomes da música mundial, como The Who, Scorpions, Queen e David Bowie; já em 2005, aconteceu o Live 8, que teve sede em mais países e participação de um maior número de artistas, entre eles a lendária banda Pink Floyd.

No Brasil, o Rock and Roll ganhou força a partir da década de 70. De lá para cá, muitos nomes fizeram história: Raul Seixas, Rita Lee, Cazuza, Legião Urbana, Titãs, Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho, entre outros. Para quem gosta do gênero que une baixos, baterias potentes e guitarras invocadas, a Biblioteca preparou uma Dica de Leitura especial, com livros que podem ser encontrados no Setor de Artes. Confira:

Songbook Rita Lee (Volumes I e II) – Produzido por Almir Chediak
Cada volume traz 34 músicas de Rita Lee, contendo melodia, letra e harmonia para violão, guitarra, piano, órgão e outros instrumentos. Além das canções, os livros trazem entrevistas, discografia, reportagens e fotografias da carreira da cantora.

O que é Rock – Paulo Chacon
O livro traz um breve relato sobre o rock, abordando, através de cinco capítulos, seus conceitos, sua história e sua relação com a política. A obra traz, ainda, uma indicação de leitura, com uma série de livros relacionados ao tema.
Clique para ampliar

BRock, o Rock Brasileiro dos Anos 80 – Arthur Dapieve
Partindo da biografia das principais bandas brasileiras, Arthur Dapieve monta um painel do movimento que mudou a MPB na década de 1980. BRock faz também uma avaliação crítica dos discos e shows mais importantes da época e das perspectivas que a geração de Cazuza e Renato Russo deixou.


A Divina Comédia dos Mutantes – Carlos Calado
Composto a partir de dois anos de pesquisas e cerca de duzentas entrevistas, o livro do jornalista e crítico musical Carlos Calado reconstitui a trajetória da banda desde suas origens, em 1966, até sua dissolução, em 1978. O material recolhido por Calado traduz toda a irreverência e originalidade do grupo, considerado por muitos o maior fenômeno do rock brasileiro de todos os tempos. Além de contar em detalhes toda a história dos Mutantes, o livro é ilustrado com mais de cem fotografias e traz ainda a discografia completa da banda.

Dica Cultural: Papo Solar discute a acessibilidade no espaço cênico

Clique para ampliar
Na próxima segunda-feira (16), o projeto Papo Solar discutirá o tema "Acessibilidade no Espaço da Cena". O evento acontecerá no Cine Teatro Solar Boa Vista, a partir das 15h, com entrada gratuita. A programação terá uma mesa, seguida de debates, envolvendo os seguintes temas: Acessibilidade Atitudinal, Acessibilidade Comunicacional, Acessibilidade Arquitetônica e Políticas Públicas para artistas com deficiência. O evento contará com experiências de artistas e diretores que criam e produzem cultura nessa área.

Quando: Dia 16/07 (segunda-feira), a partir das 15h
Onde: Cine Teatro Solar Boa Vista (Boa Vista de Brotas)
Quanto: Gratuito

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Dica Cultural: Exposição "Cavalo de Santo" no Museu Afro-Brasileiro

Imagem: Divulgação
A exposição reúne imagens captadas pela fotógrafa gaúcha Mirian Fichtner em terreiros de candomblé do sul do país (dados do IBGE, confirmados pela Fundação Getúlio Vargas, apontam que Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, é a capital brasileira que tem o maior deles). O resultado do trabalho também foi reunido em um livro, que ela lançará na abertura da exposição.

Quando: de 19/07 a 30/08 (de segunda à sexta), das 09h às 17h
Onde: Museu Afro-Brasileiro (Centro Histórico)
Quanto: Gratuito
Fonte: A Tarde

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Dica de Leitura: Raízes do Brasil, de Sérgio Buarque de Holanda

Clique para ampliar
Há 110 anos, nascia Sérgio Buarque de Holanda, importante historiador brasileiro. Autor de obras valiosas para a compreensão da história do país, Sérgio Buarque foi, também, crítico teatral e jornalista, tendo desenvolvido ambas as funções em diferentes veículos da imprensa. Em homenagem aos seu nascimento, a Biblioteca indica a leitura de uma de suas obras mais conhecidas: Raízes do Brasil. Publicado em 1936, o livro está disponível no Setor de Empréstimo e no Setor de Pesquisa e Referência, para consulta na Instituição. Confira:

Raízes do Brasil
O ensaio aborda aspectos centrais da história da cultura brasileira. O texto consiste de uma macro-interpretação do processo de formação da nossa sociedade. Destaca, sobretudo, a importância do legado cultural da colonização portuguesa do Brasil e a dinâmica dos arranjos e adaptações que marcaram as transferências culturais de Portugal para a sua colônia. Escrito em forma de um longo ensaio, o livro foi dividido em sete partes: Fronteiras da Europa; Trabalho e Aventura; Herança Cultural; O Semeador e O Ladrilhador; O Homem Cordial; Novos Tempos; e Nossa Revolução.

Dica Cultural: Livro "A Nouvelle Vague e Godard" é lançado na Sala Walter da Silveira

Clique para ampliar
No próximo sábado (14), às 20h30, a Sala Walter da Silveira receberá o lançamento do livro A Nouvelle Vague e Godard (Papirus Editora), de Michel Marie. Antes do lançamento, às 19h, o autor fará uma conferência sobre o cinema de Pierre Perrault. A entrada é gratuita para ambos os eventos.

Dividido em duas partes, inicialmente este livro oferece ao leitor uma rigorosa apresentação histórica de um dos movimentos mais célebres do cinema mundial: a Nouvelle Vague, tomada como uma escola artística em sentido pleno. A princípio um slogan jornalístico, a Nouvelle Vague tornou-se um conceito crítico e um modo de produção e difusão dos filmes. Compreende ainda um modo de dirigir filmes que corresponde a escolhas estéticas, tendo criado um universo temático e projetado jovens atores na década de 1960. Sua influência tem reflexos em todas as cinematografias do mundo até hoje.

Na segunda parte da obra, o autor elege Acossado, o primeiro longa-metragem de Jean-Luc Godard, como manifesto estético do movimento. A produção é analisada em todos os seus aspectos, desde sua gênese e as peripécias das filmagens, até sua montagem e a recepção crítica em março de 1960. Ao final, Michel Marie discute todas as inovações técnicas que transformaram o filme em marco decisivo do cinema moderno, em obra central na história da sétima arte. 

Quando: Conferência: dia 14/07 (sábado), às 19h. Lançamento: dia 14/07, às 20h30
Onde: Sala Walter da Silveira (Subsolo da Biblioteca Pública do Estado da Bahia)
Quanto: Gratuito

terça-feira, 10 de julho de 2012

Por Dentro da Biblioteca apresenta: Redes Sociais

Clique para ampliar
Atenta às novas necessidades dos frequentadores, a Biblioteca Pública do Estado da Bahia está cada vez mais conectada: a internet se tornou uma importante aliada na hora de se comunicar com o público. Além do Blog, a Instituição mantém perfis em diferente redes sociais, facilitando o acesso às informações sobre seus setores, ações culturais e serviços oferecidos.

A Biblioteca está presente no Twitter (@bibpublica), no Facebook (página Biblioteca Pública do Estado da Bahia), no Youtube (BibliotecaViva1), no Flickr (bibliotecapublica) e no Orkut (Biblioteca Pública do Estado da Bahia). Através destas redes sociais, é possível esclarecer dúvidas e ter acesso à fotografias e vídeos de eventos realizados na Instituição, além de informações sobre a sua programação cultural mensal. Atualizados diariamente, a página no Facebook e o perfil no Twitter auxiliam na divulgação das atividades que acontecem na Biblioteca e notícias que tenham relação com a Instituição ou com o livro.  As ferramentas também facilitam o compartilhamento de dicas de leitura e dicas culturais.

Dica Cultural: Solar Ferrão recebe exposição que conta a história da Capoeira

Clique para ampliar
Capoeira – luta, dança e jogo da liberdade é uma exposição fotográfica itinerante, que já passou pelo Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo entre 2010 e 2011. Neste ano de 2012, com o patrocínio da Petrobras (via Lei Rouanet), a mostra foi exibida em Aracaju, Recife e agora poderá ser vista em Salvador, a partir de 13 de julho, às 18h, no Solar Ferrão. Realizada pela Aori Produções Culturais com o apoio da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia, a exposição fica em cartaz até 19 de agosto.

A mostra apresenta fotografias de André Cypriano e é fruto da pesquisa para o livro homônimo – com textos de Rodrigo de Almeida e Letícia Pimenta – lançado em 2009. Os trabalhos resgatam a história da capoeira, desde seu surgimento no Brasil Colonial até os dias de hoje, ressaltando aspectos de promoção e valorização da cultura nacional, além de sua função de agregação social.

Quando: Abertura: 13 de julho, às 18h. Visitação: de 14 de julho a 19 de agosto; ter. a sex., das 12h às 18h; sáb., dom. e feriados, das 12h às 17h
Onde: Solar Ferrão (Pelourinho)
Quanto: Gratuito

segunda-feira, 9 de julho de 2012

"Filmes para o Vestibular" apresenta: Faça a Coisa Certa

Clique para ampliar
Quarta-feira é dia de cinema na Biblioteca. No dia 11/07, o projeto Filmes para o Vestibular traz mais um clássico do cinema contemporâneo, o longa-metragem Faça a Coisa Certa (Do the Rigth Thing, 1989), do diretor Spike Lee. A exibição acontece na Sala de Projeção Luiz Orlando (3º andar), com duas sessões: a primeira às 10h e a última às 15h. A entrada é gratuita.

Sinopse

Em um bairro onde a maioria da população é predominantemente negra, Buggin' Out, um ativista, exige que Sal, um dono de uma pizzaria, troque as fotos de seus ídolos brancos do local por fotos de ídolos negros. Quando tem seu pedido negado, o ativista passa a organizar um boicote contra a pizzaria de Sal.

Trailler (em inglês)



Quando: dia 11/07 (quarta-feira), às 10h e 15h
Onde:
Sala de Projeção Luiz Orlando (3º andar)
Quanto:
Gratuito
Apoio:
Locadora Vídeo & Cia – Site: www.locadoravideoecia.com.br

Projeto "Leituras Públicas" tem duas edições no mês de julho

Clique para ampliar
No mês em que se comemora o Dia do Escritor (25/07), o projeto Leituras Públicas conta com duas edições. Na próxima quinta-feira (12), a partir das 17h, a Biblioteca recebe o escritor e poeta Carlos Barbosa. O evento acontecerá no Quadrilátero (térreo), a partir das 17h, com entrada gratuita.

Baiano, graduado em Jornalismo e em Direito, Carlos é autor de “Água de Cacimba”, “A Dama do Velho Chico” e "Beira de rio, correnteza: ventura e danação de um salta-muros no tempo da ditadura", com participação em antologias de contos e poesias. Intermediado pelo escritor Dênisson Padilha Filho, Carlos Barbosa fará a leitura de trechos de suas obras, além de responder a perguntas do público.

No dia 25 deste mês (quarta-feira), a convidada do projeto é a escritora, dramaturga e diretora de teatro Adelice Souza, autora de “As camas e os cães”, “Caramujos Zumbis” e “O homem que sabia a hora de morrer”. Com mediação do escritor Valdomiro Santana, o evento também acontecerá no Quadrilátero, a partir das 17h.

O Projeto - Os encontros do projeto Leituras Públicas acontecerão uma vez por mês, até março de 2013, trazendo sempre um escritor diferente para falar sobre sua obra.  Com esta ação, a Diretoria do Livro e da Leitura da Fundação Pedro Calmon/SecultBA pretende fomentar a cultura da leitura de livros na Biblioteca e o reconhecimento da importância do livro na vida do cidadão, que tem a oportunidade de ouvir os autores lendo suas obras e conversar com eles.

Quando: dia 18/06 (segunda-feira), às 17h
Onde: Quadrilátero (térreo)
Quanto: Gratuito