• Neste mês de maio, a Biblioteca Pública do Estado da Bahia está completando 204 anos! Confira a história dessa Instituição bicentenária!
  • Todas as segundas e quartas-feiras, a Biblioteca promove gratuitamente duas sessões de cinema, com o projeto "Filme na Biblioteca". Confira a programação!
  • Biblioteca é lugar de criança! Confira as oficinas do mês no Setor Infantil e traga a garotada para uma viagem pelo mundo do livro, com muita cultura e diversão!
  • Biblioteca é lugar de criança! Confira as oficinas do mês no Setor Infantil e traga a garotada para uma viagem pelo mundo do livro, com muita cultura e diversão!

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Dica Cultural: Exposição "OcupAção" na galeria do Goethe-Institut

Performance integra programação da OcupAção
Entre performances, instalações, pinturas e colagens, nasceu a exposição coletiva OcupAção, a partir de inquietações comuns das artistas Roberta Nascimento, Talitha Andrade e Tina Melo, onde estas abordam o mal estar urbano vivenciado na contemporaneidade. Arte e política se aliam na proposta para falar de questões que incomodam não apenas as autoras, mas também a maioria das pessoas que vivem nas grandes cidades. A mostra ocupará a galeria do Goethe-Institut/ICBA, com coquetel de abertura em 1º de agosto (quinta-feira), às 19 horas, quando será realizada a performance Agente se liga em você!. A visitação, gratuita, segue durante todo o mês, com uma programação formativa em paralelo. O projeto foi contemplado pelo Edital Setorial de Artes Visuais 2012, realizado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBA), com recursos do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

Em suas trajetórias artísticas, Talitha, Tina e Roberta têm em comum a discussão e o questionamento de aspectos da sociedade em que estamos inseridos, fruto do sistema econômico, cultural e social vigente. Dentre eles, o consumismo exacerbado, mídia como elemento de manipulação das massas, falta de acesso a bens culturais e da educação para a maioria, distribuição de renda desproporcional, falta de segurança pública, violências contra a mulher, solidão urbana, repressão e preconceito racial.

OcupAção irá abordar os problemas que nos atingem histórica e cotidianamente de forma crítica. Além disso, faz parte de um pensamento que percebe a arte como ferramenta de transformação, para questões que envolvem pessoas de diversos credos e culturas, mas que são abatidas pelos mesmos mecanismos que não funcionam na sociedade. Para realização das intervenções, o espaço da galeria do Goethe-Institut/ICBA terá a aparência temporariamente alterada, coberta em parte por jornais e pinturas na parede, como também em áreas para interação do público – que poderá registrar suas impressões num espaço reservado.

Na programação de ações de formação, oficinas e debates terão participação de artistas locais, representantes de algumas das linguagens artísticas contemporâneas de maior expressão, e presentes nas grandes metrópoles. A arte aqui é utilizada como forma de atrair olhares e consciências para questões que afligem a cidade. Serão disponibilizadas 30 vagas para cada oficina, preenchidas de acordo a com a ordem de recebimento das inscrições. Os interessados deverão enviar e-mail para o endereço eletrônico exposicaocupacao@gmail.com, informando o nome completo, RG, data de nascimento, telefone para contato e atividade que deseja participar (consultar programação). Poderão também se inscrever presencialmente, na secretaria do ICBA, de segunda a sexta, no horário comercial. As inscrições para as oficinas se encerram em 31 de julho. Já as mesas de debates terão acesso livre, respeitando a capacidade de assentos do local.

Exposição OcupAção
Onde: Galeria do Goethe-Institut/ICBA – Corredor da Vitória
Abertura: 1º de agosto (quinta-feira), 19h
Visitação: 1º a 31 de agosto, segunda a sexta, 9h às 18h30; sábado, 9h às 13h
Quanto: Gratuito
Informações: (71) 8773-1729 | (71) 8188-4561
Apoio financeiro: FUNCEB/ FCBA/ SecultBA/ Sefaz

Biblioteca Virtual 2 de Julho tem ambiente multimídia no Seminário Internacional

Clique para ampliar
Até amanhã, 1º de agosto, a Biblioteca Virtual 2 de Julho terá um ambiente de multimídia hipertextual e interativo no Seminário Internacional Independência nas Américas, no Complexo Cultural dos Barris, em Salvador. No ambiente, jovens e adultos terão a oportunidade de acessar todos os recursos disponíveis na Biblioteca Virtual além de conhecer e jogar o game 2 de Julho – Tower Defense, desenvolvido pelo Grupo de Comunidades Virtuais da UNEB.

“Temos um Centro Digital de Cidadania (CDC) no Complexo Cultural dos Barris que será utilizado para o game sobre as batalhas da Independência do Brasil na Bahia, que foi financiado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia através do Edital de 2012 de Culturas Digitais”, destaca Maria Cristina Santos, diretora da Biblioteca Virtual 2 de Julho.

Além do CDC, um espaço de interatividade também será montado na Galeria Pierre Verger, da Diretoria de Audiovisual / Dimas, que integra o Complexo, com exibição de vídeos e notebooks com acesso a internet, que serão usados como suporte didático na disseminação da história da Bahia. Durante o Seminário Internacional Independências nas Américas, os participantes também poderão contar com o serviço wi-fi zone que facilitará a comunicação com celulares, notebooks e outras plataformas da web, além de possibilitar a produção de trabalhos e documentos durante o evento. Totens, dois deles destinados aos portadores de necessidades especiais, também serão disponibilizados para permitir o acesso à internet a aqueles que não estiverem com seus equipamentos particulares.

“Inspirado nos principais espaços dedicados a divulgação científica, o espaço multimídia da Biblioteca Virtual 2 de Julho vai reafirmar seu objetivo, que é divulgar a História da Bahia, além de atrair pessoas interessadas em colaborar com seu acervo”, afirma Cristina Santos. Cerca de 10 profissionais estarão de plantão para oferecer suporte aos participantes do evento. Maiores informações no site: www.fpc.ba.gov.br/seminarioindependencias

terça-feira, 30 de julho de 2013

Shows percussivos e homenagem a Luis Henrique Dias Tavares marcam abertura do Seminário Internacional sobre Independências

Orquestra de Pandeiros Itapuã fará show de abertura
Uma grande festa celebrará os 190 anos de Independência do Brasil na Bahia, durante a abertura do “Seminário Internacional Independências nas Américas”, dia 30 de julho, no Complexo Cultural dos Barris. A partir das 18h, haverá projeção de videomapping com imagens dos festejos do Dois de Julho, pelo VJ Caetano Travassos. Logo depois, às 18h30, as escadarias da bicentenária Biblioteca Pública do Estado da Bahia será palco para a Orquestra de Pandeiros Itapuã, que apresentará clássicos do cancioneiro popular, utilizando um dos instrumentos percussivos mais representativo da identidade nacional.

Homenagem – Às 19h, na Sala Walter da Silveira, políticos, autoridades e historiadores da Bahia e de outros estados brasileiros prestarão uma homenagem a um dos mais importantes pesquisadores e divulgadores da história da Bahia, o professor doutor Luis Henrique Dias Tavares, por sua contribuição para a memória cultural do Estado e sua trajetória, formando gerações de estudiosos da história. Será lançado um infográfico da Biblioteca Virtual Dois de Julho (www.bv2dejulho.ba.gov.br), com informações da vida e das obras do historiador, além de depoimentos de amigos e admiradores.

A festa de lançamento contará ainda com uma apresentação da Orquestra São Salvador, sob regência do Maestro Fred Dantas, a partir das 20h, no Quadrilátero da Biblioteca Pública. Toda programação cultural é gratuita e integra o “Seminário Internacional Independências nas Américas”, que acontece entre os dias 29 de julho e 1º de agosto, com mesas de historiadores e conferências em Cachoeira, na Universidade Federal do Recôncavo, e em Salvador, no Complexo Cultural dos Barris, e na Reitoria da Universidade Federal da Bahia.

Para encerrar o Seminário, acontece o Show da Independência, com o cantor Aloísio Menezes, dia 1º de agosto, 20h, no Largo Teresa Batista, no Pelourinho. Com presença no teatro e passagem pelo Cortejo Afro, o ator e cantor Aloísio Menezes é uma das vozes mais vibrantes e elogiadas da música baiana. Em 2012, participou da gravação e da turnê de divulgação do cd Xirê Reverb – HB Tronix, produzido pelo músico paulista Guga Stroiter, reunindo cânticos do candomblé ao jazz.

Fonte: Fundação Pedro Calmon

Dica Cultural: II Audiência Pública sobre turismo acessível e cultura inclusiva

Clique para ampliar

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Dica Cultural: CineFacom promove mostra de documentários

Clique para ampliar
Em sua VII edição, o projeto CineFacom – Mostra Audiovisual dos Estudantes da Ufba – exibirá seis documentários dirigidos e produzidos por estudantes da Universidade Federal da Bahia. Após a exibição, será realizado um debate entre o público e os realizadores dos filmes, com a mediação de Roberto Franke que é Coordenador do Laboratório Audiovisual em Saúde e Meio Ambiente – LAVISAMB da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia da UFBA, para produções de documentários nas áreas de saúde e meio ambiente. 

Com temática das mais diversas, os curtas-metragens exibidos na noite serão "Despossessão", dirigido por Rogério Vilaronga; "Casa Clô", da estudante Vitória Régia; "Comun Identidade", de Gelson Moura; "Luzes e Sons na Feira de São Joaquim", com a direção de Talita cerqueira; "Marcha das Vadias", da autoria de Corvo Torto e "Fé e Fim de Feira", de Regina Celia.

Criado em fevereiro de 2013, por meio do Centro Acadêmico da Faculdade de Comunicação da UFBA, o projeto CineFacom  tem sido um espaço de circulação e reflexão da produção audiovisual acadêmica e contemporânea. O Cinefacom promove mostras quinzenais, de variados gêneros e temáticas, possibilitando a inscrição de vídeos de estudantes matriculados na UFBA.

Quando: Dia 1º de agosto (quinta-feira), às 19h
Onde: Auditório da Faculdade de Comunicação da UFBA – Ondina
Quanto: Gratuito

Inscrições abertas para oficina "O uso de redes colaborativas para acesso a fontes históricas"

Clique para ampliar
Estão abertas as inscrições para a oficina “O uso de redes colaborativas para o acesso a fontes históricas”, que será ministrada pelo oficineiro Diogo Carvalho, nos dia 07 e 08 de agosto, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris). A oficina acontecerá na Sala de Projeção Luiz Orlando (3º andar), das 14h às 17h, e é uma promoção do Centro de Memória da Bahia, vinculada a Fundação Pedro Calmon/ SecultBA. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site da Fundação Pedro Calmon. Serão disponibilizadas 30 vagas.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Projeto "Leituras Públicas" promove encontro entre Bahia e América Latina

Lande Onawale / Divulgação
Em comemoração aos 190 anos da Independência do Brasil na Bahia, a Fundação Pedro Calmon/Secult BA realizará nos dias 29 a 31 de julho e 1º de agosto o “Seminário Internacional Independências nas Américas”. O evento contará com mesas e conferências que acontecerão em Cachoeira, na Universidade Federal do Recôncavo Baiano/UFRB, e em Salvador, no Complexo Cultural dos Barris e na Reitoria da Universidade Federal da Bahia/Ufba. No dia 30, às 17h, no Quadrilátero da Biblioteca Pública do Estado, o “Leituras Públicas” terá o poeta João de Moraes Filho como mediador da mesa que vai promover o encontro entre a Bahia e América latina, representadas por Lande Onawale e Gustavo Tátis.

O jornalista e escritor colombiano Gustavo Tátis já publicou diversos livros entre poesias, crônicas, contos, ensaios e novelas. Ganhador do Prêmio Nacional de Jornalismo Simón Bolívar (1992), Prêmio Nacional de Conto Infantil (2002) e Prêmio de Jornalismo sobre Virgínia Woolf. É editor cultural do jornal El Universal, de Cartagena das Índias, onde mora atualmente. Seus poemas já foram traduzidos para o inglês e alemão. Em 2011, fez sua primeira exposição individual como artista plástico, colocando à mostra 40 trabalhos em acrílico.

Lande Onawale é soteropolitano, filho do Terreiro Tanuri Junsara, graduado em História, compositor e educador. No início dos anos de 1990, publicou os primeiros poemas no Jornal Nacional do Movimento Negro Unificado e participou de diversas antologias: Cadernos Negros, Quilombos de Palavras, Terras de Palavras e Black Notebooks. Em 2003, publicou seu primeiro livro individual de poemas, “O vento” e em 2006, teve o trabalho “Coração suburbano” adaptado para a série ‘Salvador em Versos’ da TV Educativa Bahia. Durante a Bienal do Livro em 2009, o autor lançou edição especial do conto “Domingo” e dois anos depois publicou “Kalunga: poemas de um mar sem fim”, com poemas em inglês e português. Em 2012, seu primeiro livro de contos “Sete: diásporas íntimas” foi lançado pela Mazza Edições.

Quando: Dia 30 de julho (terça-feira), às 17h
Onde: Quadrilátero da Biblioteca Pública do Estado da Bahia - Barris
Quanto: Gratuito

Dica Cultural: Exposição mostra carreira de Carlos Scliar

Divulgação
Seis décadas de arte do artista plástico Carlos Scliar estão presentes na exposição que aberta ao público na última quarta-feira, 24, na Caixa Cultural Salvador (Centro). A mostra, intitulada "Carlos Scliar - da Reflexão à Criação", fica em cartaz até 22 de setembro.

Na exposição, que tem curadoria de Marcus de Lontra Costa, estão revelados diversos momentos da obra gráfica de Scliar. Estão na mostra desde obras que datam da década de 1940, quando o artista criou suas primeiras gravuras, até o álbum sobre o descobrimento do Brasil, sua obra final.

Nos trabalhos selecionados, fica clara a intenção de Scliar de criar uma iconografia nacional através de outras obras que também serão expostas, como os "Cadernos de Guerra", as gravuras gaúchas dos anos 1950 e a série "Território Ocupado". Também marcam presenças outros trabalhos de Scliar, em técnicas como serigrafias e litografias, criadas ao longo de sua trajetória artística.

Temas - O cotidiano aparece como tema de grande parte da produção de Carlos Scliar, expresso em detalhes em seus trabalhos como bules, lamparinas e velas. Assim, o artista defende a pureza do dia a dia e a importância das histórias.

Para o curador Marcus de Lontra Costa, Carlos Scliar é o artista do método e da métrica. A linha é o elemento que organiza a sua aventura artística. A partir dela, de seus vetores, ele constrói formas, acrescenta cores, desenvolve a sua poética particular, conclui.

Fonte: A Tarde.

Feliz Dia dos Avós!


quinta-feira, 25 de julho de 2013

Dica Cultural: MAM-BA recebe crianças para debate sobre Salvador e infância

Ítalo Parras é um dos convidados do projeto “Papo de Gente Miúda”
O Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA) recebe o debate Papo de Gente Miúda – É aqui que você mora, que vai tratar sobre a relação entre a cidade de Salvador e a infância, nesta sexta (26), no Cinema do MAM, às 15h. Ministrado pelo geógrafo e doutor em Educação Marcelo Faria, o encontro contará com a participação de cinco crianças e pré-adolescentes, de 11 a 13 anos e já conhecidos pelo museu ou indicado pelos pequenos: Yasmin Souza, Ítalo Parras, Luiza Souto, Luzia Suarez e Daniel Souza. Os convidados irão opinar sobre temas de “gente grande” como a cidade onde moram, seus diferentes aspectos e as expectativas para o futuro.

A discussão tem o objetivo de despertar o olhar crítico do público para uma visão de mudanças na capital baiana. O Papo de Gente Miúda faz parte da programação educativa da mostra Esquizópolis, que reúne os premiados dos Salões de Artes Visuais da Bahia de 2012, combinando suas obras a um recorte do acervo do MAM-BA. Como proposta curatorial, a mostra busca uma análise crítica sobre o processo de desenvolvimento urbano e humano das cidades.

Fonte: DIMUS/BA

Dica de Leitura: Comemore o Dia do Escritor com a leitura de um bom livro

Histórias de Negro
Você sabia que hoje (25) é o Dia do Escritor? Nada melhor do que comemorar a data com a leitura de um bom livro! Que tal? A Dica de Leitura da Biblioteca desta quinta-feira é uma seleção de títulos que podem ser encontrados no Setor de Empréstimo, que funciona no térreo da Instituição, de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 21h; aos sábados, das 08h30 às 12h; e aos domingos, das 10h às 16h.

Fazer o cadastro de empréstimo na Biblioteca é simples: basta ter mais de 13 anos e trazer um comprovante de residência e a carteira de identidade. A inscrição deve ser feita no próprio setor, que funciona todos os dias da semana. Mais informações: (71) 3117-6021.

Confira a Dica de Leitura:

Histórias de Negro, de Ubiratan Castro:
O livro retrata, através de 12 contos, a vida e costumes do povo negro na Bahia. Tem orelha do poeta José Carlos Limeira e apresentação do historiador João José Reis, que destaca os personagens dos contos como pessoas que a máquina do escravismo e do racismo tentou triturar com maior ou menor intensidade, no entanto, não caíram em lamentações, e nem se fizeram de vítimas. Não se deixaram vencer com facilidade. “São homens e mulheres que reagem, negociam, resistem, atacam, se juntam solidários, às vezes vencem, outras perdem, raramente desistem”, escreve João Reis.

Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis:
Publicado em 1881, o livro aborda as experiências de um filho abastado da elite brasileira do século XIX, Brás Cubas. Começa pela sua morte, descreve a cena do enterro, dos delírios antes de morrer, até retornar a sua infância, quando a narrativa segue de forma mais ou menos linear – interrompida apenas por comentários digressivos do narrador.

Anarquistas, graças a Deus, de Zélia Gattai:
Publicado em 1979 e transformado em minissérie da rede Globo em 1984, Anarquistas, graças a Deus é o livro de estréia de Zélia Gattai e seu primeiro grande sucesso. Filha de anarquistas chegados de Florença, por parte do pai Ernesto, e de católicos originários do Vêneto, da parte da mãe Angelina, a escritora trazia no sangue o calor de seus livros. Trinta e quatro anos depois de se casar com Jorge Amado, a sempre apaixonada Zélia abandona a posição de coadjuvante no mundo literário e experimenta a própria voz para contar a saga de sua família.

A Paixão Segundo G.H., de Clarice Lispector:
Esta obra conta o pensar e o sentir de G.H., a protagonista-narradora que despede a empregada doméstica e decide fazer uma limpeza geral no quarto de serviço, que ela supõe imundo e repleto de inutilidades. Após recuperar-se da frustração de ter encontrado um quarto limpo e arrumado, G.H. depara-se com uma barata na porta do armário. Depois do susto, ela esmaga o inseto e decide provar seu interior branco.

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Resultado - Sorteio de ingressos para o espetáculo teatral "Vovó Lulu"

Divulgação
A Biblioteca sorteou, em sua página no Facebook, convites para a peça "Vovó Lulu", em parceria com a produção do espetáculo. Treze participantes foram sorteados e assistirão a peça gratuitamente no Espaço Xisto Bahia, com direito a um acompanhante. Os contemplados poderão escolher a data para ver a simpática Vovó: dia 26 de julho (sexta-feira), às 10h, ou dia 1º de agosto (quinta-feira), às 20h. Os ingressos podem ser retirados na bilheteria do teatro no mesmo dia da apresentação, até 30 minutos antes do espetáculo, mediante apresentação do documento de identidade.

Saiba quem foram os ganhadores:

Francis Ferreira
Luis Fernando C. Pereira
Fabiana Pharaoh
Ananda Cléssia
Linda Costa
Renata Alves
Editania Maria Santos Santana
Ivã Alakija
Dico Bricidio
Letty Santos
Valéria Asa
Andrea Bonfim Santos
Celio Antonio Lisboa

Os ganhadores também serão avisados por e-mail. Clique aqui para visualizar a página do sorteio. 
Informações: (71) 3117-6058/6079

Dica Cultural: Edital da Fundação Cultural Palmares tem inscrições abertas

Clique para ampliar
A Fundação Cultural Palmares (FCP) lançou no dia 18 de julho a chamada pública nº 01/2013, que vai investir cerca de R$ 4 milhões na criação de Núcleos de Formação de Agentes de Cultura da Juventude Negra (NUFAC’s) – centros que vão oferecer capacitação profissional para 1.200 jovens negros e negras em todo o Brasil.

O edital, que já está na segunda edição, selecionará 10 (dez) propostas de entidades que possuam capacidade técnica e administrativa para oferecer cursos de formação profissional na área cultural para jovens negras e negros do ensino fundamental e médio, completo e incompleto, oriundos das classes sociais C, D e E de todas as regiões brasileiras.

Com recursos do Fundo Nacional de Cultura (FNC), o concurso destinará a cada Núcleo o orçamento necessário para custear as despesas com 120 jovens. Cada aluno receberá também uma Bolsa Incentivo que poderá ter a duração de até 10 (dez) meses, dependendo do período de duração do curso. O presidente da Fundação Cultural Palmares, Hilton Cobra, explica que a Bolsa é, principalmente, um estímulo para diminuir a evasão aos cursos.

Inscrições – Poderão se inscrever na chamada pública entidades privadas sem fins lucrativos que atuam nas áreas de cultura e a educação. Essa experiência deve ser comprovado por meio do histórico da instituição proponente e da aferição do efetivo exercício de atividades referentes ao objeto da parceria durante os últimos três anos; desenvolvam trabalhos em prol da cultura afro-brasileira, nas condições e exigências estabelecidas neste Edital; e estejam credenciadas e cadastradas no portal de convênios/SICONV do Governo Federal.


As entidades interessadas devem acessar o endereço eletrônico www.palmares.gov.br/nufac e conferir o edital. O prazo para as inscrições é até 30 de julho.

Biblioteca exibe filme "O Crime do Padre Amaro" na próxima quarta-feira

Cena do filme "O Crime do Padre Amaro"
Quarta-feira é dia de cinema na Biblioteca. Hoje (24), o projeto Filme na Biblioteca traz mais um clássico do cinema contemporâneo, o longa-metragem O Crime do Padre Amaro, dirigido por Carlos Carrera. A exibição acontece na Sala de Projeção Luiz Orlando (3º andar), com duas sessões: a primeira às 10h e a última às 15h. A entrada é gratuita.

Sinopse
O jovem padre Amaro (Gael García Bernal) acaba de ser ordenado e em breve irá para Roma continuar seus estudos, graças à boa relação que mantém com o bispo. Antes, contudo, deve trabalhar em uma paróquia. Ele é enviado para Los Reyes para atuar sob as ordens do padre Benito (Sancho Gracia), o vigário que aparentemente vive uma existência corrupta e contraditória. Lá Amaro conhece a linda e devota Amelia (Ana Claudia Talancón), filha de Sanjuanera (Angélica Aragón), dona do restaurante mais importante da cidade e amante do padre Benito. Diante do mundo real, Amaro é confrontado com a hipocrisia da Igreja, que condena as guerrilhas mas convive com chefes do tráfico de drogas.

Trailler

Clique para assistir

Quando: Dia 24 de julho (quarta-feira), às 10h e 15h
Onde: Sala de Projeção Luiz Orlando (3º andar)
Quanto: Gratuito
Apoio: Locadora Vídeo & Cia – Site: www.locadoravideoecia.com.br

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Inscrições para "Seminário Internacional Independências nas Américas" seguem abertas

Clique para ampliar
Continuam abertas as inscrições para o Seminário Internacional Independências nas Américas, promovido pela Fundação Pedro Calmon em parceria com a Universidade Federal da Bahia, Universidade do Estado da Bahia e as Universidades Estadual do Recôncavo e do Sudoeste da Bahia. Em comemoração aos 190 anos de Independência do Brasil na Bahia pesquisadores e historiadores renomados nacionais e internacionais estarão reunidos, na Sala Walter da Silveira, no Complexo Cultural dos Barris, para debater as Independências das Américas, com atenção especial a Independência do Brasil na Bahia. As inscrições podem ser feitas no site da Fundação Pedro Calmon.

o evento irá proporcionar ao público o contato com fatos das independências ocorrido no cenário internacional e nacional, que ultrapassam os espaços das discussões estritamente acadêmicas. Os temas centrais das mesas redondas serão: Miradas sobre o processo de emancipação nas Américas; Entre conflitos e comemoração: História e memória da independência na América Latina; Resistência popular e consolidação da Independência no Brasil; Conflitos políticos e manifestações culturais na Bahia dos séculos XIX e XX. Para discutir esses temas, palestrantes de diferentes universidades do Brasil, Cuba, México. Argentina e Peru foram convidados.

Durante o evento, será realizada uma série de atividades culturais, tais como exibição de filmes, exposições, lançamento de revistas e livros e leituras públicas, atividades culturais que tem singular importância de proporcionar ao grande público o conhecimento sobre a história e memória da participação popular nas lutas pela emancipação, contribuindo para a formação do sentimento cívico e de identidade cultural.

Quando: Dias 30, 31 de julho e 1º de agosto de 2013
Onde: Sala Walter da Silveira - Complexo Cultural dos Barris
Quanto: Gratuito

Dica Cultural: Exposição no MAM discute o crescimento desordenado da Bahia

Foto: Zeza Maria
Está em cartaz no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM) a exposição Esquizópolis. A mostra reúne os premiados dos Salões de Artes Visuais da Bahia de 2012, combinando suas obras a um recorte do acervo do MAM-BA que possui, como proposta curatorial, o empreendimento de uma análise crítica sobre o processo de desenvolvimento urbano e humano das cidades, compondo um diálogo com outros espaços, colocando o museu à disposição do público fora do Solar do Unhão. A exposição é resultado da parceria entre o Museu de Arte Moderna da Bahia e a Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb).

Atualmente, o MAM-BA está trabalhando de acordo com uma proposta de externalização de projetos, possibilitando a realização de eventos ligados ao museu em espaços externos a ele. Neste sentido, parte da exposição "Esquizópolis" acontecerá no Museu Náutico da Bahia, no Farol da Barra. Obras de três artistas que integram a mostra – Vauluízo Bezerra, Gaio e Danillo Barata – estarão lá alocadas, em um diálogo direto entre acervo do Museu Náutico e proposta curatorial da exposição.

A mostra segue em cartaz até 1º de setembro. No MAM-BA, a visitação acontece de terça a sexta, das 13h às 19h, e sábados, domingos e feriados, das 14h às 19h. Já no Museu Náutico, a exposição pode ser vista de terça a domingo, de 8h30 às 19 horas; e durante o mês de julho, a visitação pode ser feita todos os dias da semana.

Visitação no MAM-BA: Até 1º de setembro, terça a sexta, das 13 às 19 horas; sábado, domingo e feriados, 14 às 19 horas.
Visitação no Museu Náutico: Até 1º de setembro, terça a domingo, das 8h30 às 19 horas; durante o mês de julho, a visitação pode ser feita durante todos os dias da semana.
Quanto: Gratuito

quinta-feira, 18 de julho de 2013

"Café Científico Salvador" acontece esta sexta-feira na Biblioteca

Clique para ampliar
A Biblioteca receberá nesta sexta-feira (19) o "Café Científico Salvador", com a presença da Profa. Paula Ristow, em uma palestra com o tema “Biofilmes bacterianos e sua importância médica e ambiental”. O evento acontecerá na Sala Katia Mattoso, às 18h, com entrada gratuita.

Biofilmes são comunidades de microorganismos aderidos a superfícies bióticas (como tecidos de plantas, de humanos ou de animais) ou abióticas (plástico, vidro, metal), envoltos de tal forma entre si, que ficam protegidos de condições desfavoráveis no ambiente ou em hospedeiros. Os biofilmes são considerados o principal modo de vida das bactérias, que vivem em comunidades multicelulares e não como organismos unicelulares de vida livre, como se acreditava anteriormente.

Os biofilmes podem ocorrer naturalmente em rios e lagos. Na área médica, os biofilmes bacterianos podem estar associados a doenças infecciosas crônicas, causando maior resistência ao tratamento antibiótico e maior taxa de letalidade. Podem também estar associados a doenças adquiridas em ambientes hospitalares, como a colonização de feridas cirúrgicas e implantes médicos, como prótese, sondas e cateteres ou na colonização em animais, através de biofilmes em parasitas que favorecerem a transmissão de doenças aos hospedeiros.

A Leptospira, bactéria causadora da leptospirose, forma biofilmes. Esta é uma zoonose endêmica no Brasil, ou seja, uma doença que acomete os animais e é transmitida aos seres humanos e ocorre com alta frequência em nosso país. Estudos estão em andamento para compreender o papel do biofilme in vitro (produzido em laboratório, em sistema de vidro) e in vivo (dentro de um organismo) no contexto desta doença. O foco da palestra no Café Científico será o papel dos biofilmes no estudo e diagnóstico de doenças, implicando na produção de vacinas e medicamentos.

Paula Ristow é médica veterinária formada pela Universidade Federal Fluminense (UFF), possui Mestrado e Doutorado em Ciências (Microbiologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É Professora Adjunta de Biologia Celular e Molecular na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Tem experiência em Microbiologia Médica, Biotecnologia e Doenças Infecciosas de Animais, atuando principalmente em patogênese molecular, biofilmes e desenvolvimento de vacinas. Desenvolve pesquisas em biofilmes, patogênese e imunoprofilaxia da leptospirose.

Quando: Dia 19 de julho (sexta-feira), às 18h
Onde: Sala Katia Mattoso – Biblioteca Pública do Estado da Bahia, 3º andar
Quanto: Gratuito

Dica Cultural: Últimas semanas para se inscrever no "IX Panorama Internacional Coisa de Cinema"

Clique para ampliar
Cineastas de todo o mundo têm até o dia 2 de agosto para inscrever seus filmes no IX Panorama Internacional Coisa de Cinema. Além da inédita competitiva de curta-metragem internacional, o festival premiará ainda nas categorias: longa-metragem nacional, curta-metragem nacional e filme baiano. Produções de qualquer gênero finalizadas a partir de janeiro de 2012 podem concorrer aos prêmios que serão oferecidos pelo festival. Na edição anterior, cinco filmes foram premiados com R$ 25 mil em dinheiro e mais R$ 18 mil em serviços.

A duração mínima de 60 minutos é requerida das produções em longa-metragem, enquanto os curtas podem durar até 30 minutos. Na competitiva baiana serão aceitos filmes de qualquer duração e os filmes estrangeiros deverão ser legendados em inglês, quando este não for seu idioma original.

Os interessados devem acessar www.coisadecinema.com.br/IX_panorama/para preencher o formulário de inscrição. A ficha deve ser enviada para o e-mail panorama@coisadecinema.com.br, juntamente com um link do filme em alta resolução, duas fotos de still e o currículo resumido do diretor. Caso não seja possível disponibilizar o link, uma cópia em DVD deve ser encaminhada para o  endereço informado no site.

Os curadores do Panorama irão selecionar oito longas-metragens e 16 curtas nacionais, 16 curtas internacionais e um número a definir de filmes baianos. A data de envio do e-mail ou postagem de material nos Correios deve estar dentro do período de inscrição, que segue até 2 de agosto.

O IX Panorama Internacional Coisa de Cinema será realizado entre 31 de outubro e 07 de novembro em Salvador e Cachoeira. A nona edição do festival conta com o patrocínio da Petrobras e do Governo do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, além de receber apoio da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB) e do Cineclube Mário Gusmão.

terça-feira, 16 de julho de 2013

Biblioteca é destaque no site UOL Educação

A Biblioteca Pública do Estado da Bahia (BPEB) foi citada no site UOL Educação como uma das 10 bibliotecas para conhecer durante as férias. Confira a matéria na íntegra: http://migre.me/fuTNt.

Clique para ampliar

Biblioteca exibe "Deus e o Diabo na Terra do Sol" nesta quarta-feira

Deus e o Diabo na Terra do Sol/Reprodução
Nesta quarta-feira, dia 17, o projeto "Filme na Biblioteca" exibe o longa-metragem Deus e o Diabo na Terra do Sol, do cineasta baiano Glauber Rocha. Considerado um marco do Cinema Novo e gravado em Monte Santo, na Bahia, o filme conta a história do sertanejo Manoel e sua mulher Rosa, que levam uma vida sofrida e marcada pela seca no sertão do país. A exibição acontece na Sala de Projeção Luiz Orlando (3º andar), às 10h e 15h, e tem entrada gratuita.

Sinopse
Manuel (Geraldo Del Rey) é um vaqueiro que se revolta contra a exploração imposta pelo coronel Moraes (Mílton Roda) e acaba matando-o numa briga. Ele passa a ser perseguido por jagunços, o que faz com que fuja com sua esposa Rosa (Yoná Magalhães). O casal se junta aos seguidores do beato Sebastião (Lídio Silva), que promete o fim do sofrimento através do retorno a um catolicismo místico e ritual. Porém, ao presenciar a morte de uma criança, Rosa mata o beato. Simultaneamente Antônio das Mortes (Maurício do Valle), um matador de aluguel a serviço da Igreja Católica e dos latifundiários da região, extermina os seguidores do beato.

Trailler
 Clique para assistir

Quando: Dia 17 de julho (quarta-feira), às 10h e 15h
Onde: Sala de Projeção Luiz Orlando (3º andar)
Apoio: Locadora Vídeo & Cia – Site: www.locadoravideoecia.com.br

Dica Cultural: Espetáculo de rua no bairro do Uruguai

Divulgação
Após encantar as comunidades de Fazenda Coutos, Paripe e Plataforma, o grupo Nariz de Cogumelo, formado por palhaços e músicos, chega com dois espetáculos de rua ao bairro do Uruguai para encerrar o projeto de circulação pelo subúrbio de Salvador. As apresentações acontecem no sábado (20) e no domingo (21), às 16h30, em frente ao Colégio Polivalente San Diego. Todas as apresentações são abertas ao público, porém, como reza a tradição da arte de rua, o público é convidado a dar sua contribuição no chapéu ao final dos espetáculos.

No sábado, o público confere É Das Palhaças Que Eles Gostam Mais, dirigido pelo artista Alexandre Luis Casali que atua, entre outras peças, em Mala sem Alça Palhaço sem Calça e O Sapato do Meu Tio. No domingo, é a vez de O Salone, espetáculo com direção de João Lima, vencedor do Prêmio Braskem pelas peças O Sapato do Meu Tio e As Rimas de Catarina.

Além das apresentações, na manhã do sábado (20), das 9h às 12h, o grupo ministra uma oficina gratuita de Introdução à Palhaçaria, no Centro Cultural Plataforma. As inscrições começam nesta segunda (15), no próprio local onde a atividade será realizada. Embora não seja necessário ter experiência para participar, os interessados precisam ter mais do que 12 anos.

Quando: Dias 20 e 21 de julho (sábado e domingo), às 16h30
Onde: Em frente ao Colégio Polivalente San Diego - Av. Luiz Régis Pacheco, Uruguai
Quanto: Gratuito
Fonte: Secult/BA

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Eu Amo Biblioteca, Eu Quero.

Clique para ampliar
A Biblioteca Pública do Estado da Bahia apoia esse Movimento!

Dica Cultural: CineFacom promove mostra especial

Clique para ampliar
O CineFacom – Mostra Audiovisual dos Estudantes da UFBA – promoverá, na noite de quarta-feira, 17 de julho, uma mostra especial com a exibição de três curta-metragens e um media-metragem do Coletivo Urgente de Audiovisual (CUAL). O evento acontecerá no auditório da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, às 19 horas, e contará com um bate-papo entre os diretores dos filmes.

A mostra pretende realizar um panorama sobre os dois anos de trabalho do grupo, com a exibição de Fake-meQuando o coração vira porta-malas,  O caminho mais próximo de casa e Atrás dos Olhos

Composto por um grupo de amigos, alguns formados em Bacharelado Interdisciplinar em Artes com concentração na área de Cinema, o CUAL é um coletivo que, volta e meia, está produzindo e aquecendo o cenário do audiovisual em Salvador e na Bahia.  O CUAL promove mostras, debates e oficinas de audiovisual, além de realizar vídeos, alguns premiados e exibidos em festivais de todo o país. Para Ramon Coutinho, integrante do coletivo, o grupo se volta para “um cinema que prioriza o processo e o encontro, a criticidade e a (re)invenção.

Criado em fevereiro de 2013, por meio do Centro Acadêmico da Faculdade de Comunicação da UFBA, o CineFacom  é um espaço de circulação e reflexão da produção audiovisual acadêmica. Em conjunto com o CUAL, grupo que tem ganhado espaço de destaque no cenário audiovisual soteropolitano, o evento pretende discutir e socializar o audiovisual na universidade e fora dela.

O quê: CineFacom mostra especial do Coletivo Urgente de Audiovisual;
Quando: 17 de julho (quarta-feira), às 19 horas;
Onde: Auditório da Faculdade de Comunicação da UFBA - Ondina
Quanto: Gratuito

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Dica de Leitura: Vida longa ao Rock and Roll

Biografia do grupo Os Mutantes faz parte da Dica de Leitura da Biblioteca
O Dia Mundial do Rock é só amanhã (13), mas na Biblioteca tem rock todo dia! A Dica de Leitura de hoje é uma homenagem a este gênero musical, que, para muitos, chega a ser um estilo de vida. No Brasil, o bom e velho Rock and Roll ganhou força a partir da década de 70. De lá para cá, muitos nomes fizeram história: Raul Seixas, Rita Lee, Cazuza, Legião Urbana, Titãs, Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho, entre outros.

A data é uma alusão a realização de dois mega eventos: em 13 de julho de 1985, o Live Aid, que teve shows simultâneos em Londres e na Filadélfia, com grandes nomes da música mundial, como The Who, Scorpions, Queen e David Bowie; já em 13 de julho de 2005, aconteceu o Live 8, que teve sede em mais países e participação de um maior número de artistas, entre eles a lendária banda Pink Floyd.

Confira a seguir as nossas sugestões de leitura, com livros que podem ser encontrados para consulta no Setor de Artes, que funciona de segunda à sexta-feira, das 09h às 18h. A dica vale para os apaixonados pelo gênero que une baixos, baterias potentes e guitarras invocadas e para aqueles que querem saber mais sobre o tema:

Songbook Rita Lee (Volumes I e II) – Produzido por Almir Chediak

Cada volume traz 34 músicas de Rita Lee, contendo melodia, letra e harmonia para violão, guitarra, piano, órgão e outros instrumentos. Além das canções, os livros trazem entrevistas, discografia, reportagens e fotografias da carreira da cantora.

O que é Rock – Paulo Chacon

O livro traz um breve relato sobre o rock, abordando, através de cinco capítulos, seus conceitos, sua história e sua relação com a política. A obra traz, ainda, uma indicação de leitura, com uma série de livros relacionados ao tema.

BRock, o Rock Brasileiro dos Anos 80 – Arthur Dapieve

Partindo da biografia das principais bandas brasileiras, Arthur Dapieve monta um painel do movimento que mudou a MPB na década de 1980. BRock faz também uma avaliação crítica dos discos e shows mais importantes da época e das perspectivas que a geração de Cazuza e Renato Russo deixou.

A Divina Comédia dos Mutantes – Carlos Calado

Composto a partir de dois anos de pesquisas e cerca de duzentas entrevistas, o livro do jornalista e crítico musical Carlos Calado reconstitui a trajetória da banda desde suas origens, em 1966, até sua dissolução, em 1978. O material recolhido por Calado traduz toda a irreverência e originalidade do grupo, considerado por muitos o maior fenômeno do rock brasileiro de todos os tempos. Além de contar em detalhes toda a história dos Mutantes, o livro é ilustrado com mais de cem fotografias e traz ainda a discografia completa da banda.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Regulamento - Concurso Cultural "Vovó Lulu"

Imagem: Divulgação
Quer curtir a apresentação da peça Vovó Lulu de graça? Então, participe do Concurso Cultural que a Biblioteca Pública do Estado da Bahia (BPEB) realiza em parceria com a produção do espetáculo. Ao total serão 20 pares de ingressos para o espetáculo, 10 para a apresentação que acontecerá no dia 26 de julho de 2013, às 10h, e 10 para a apresentação que acontecerá no dia 01 de agosto de 2013, às 20h. 

Para garantir seu ingresso, é preciso entrar na página da BPEB no Facebook. Lá, você entrará a URL do concurso em uma das postagens ou poderá entrar na aba “Sorteios” e localizá-lo. Depois, é só clicar em \\\\\\\Quero participar\\\\\\\ e você já estará concorrendo. Atenção: Antes de participar, leia o regulamento.

Regulamento 1. O Concurso Cultural “Vovó Lulu” da Biblioteca Pública do Estado da Bahia em parceria com a produção do espetáculo "Vovó Lulu", no Facebook tem caráter exclusivamente cultural e não está, portanto, sujeito a qualquer espécie de cobrança ou à necessidade de desembolso por parte dos participantes, nem vinculação destes ou dos contemplados à aquisição ou uso de qualquer bem, direito ou serviço. 1.1 Vigência da promoção: esta promoção terá início no dia 11 de julho de 2013 e se encerrará às 14h do dia 23 de julho de 2013. 1.2 No dia 24 de julho, ocorrerá a seleção dos premiados, através do aplicativo Yes!Ganhei, na pagina do Facebook da Biblioteca Pública do Estado da Bahia. No mesmo dia, o nome dos vencedores da promoção será divulgado no blog, na Fan page do Facebook, e no perfil do Twitter da Biblioteca Pública do Estado da Bahia. 2. Como participar do Concurso Cultural 2.1 Poderão participar deste concurso qualquer pessoa física, maior de 18 anos de idade, portadora de CPF regularizado e que acesse o blog da Biblioteca Pública do Estado da Bahia (www.bibliotecapublicafpc.blogspot.com). 2.2 Para participar, o interessado deverá acessar o link da Yes! Ganhei, pelo Facebook. 3. Premiação 3.1 Cada leitor, no máximo dois sorteados, será premiado com um par de ingressos. 3.2 O prêmio é individual e intransferível, e em hipótese alguma poderá ser trocado por outro produto/prêmio ou convertido em dinheiro. 3.3 O ganhador será comunicado do resultado do concurso por meio de um e-mail, no qual será solicitado que enviem seus dados cadastrais (nome completo do participante, CPF, endereço, telefone), via e-mail.
O ganhador tem até 3 dias para reclamar o sorteio.
O ganhador receberá o prêmio em até 5 dias.
O prêmio será enviado ao ganhador sem custos.
3.4 A Fundação Pedro Calmon não se responsabiliza pela correção dos dados fornecidos, bem como por qualquer informação prestada pelos participantes. 4. Prêmio - Vinte pares de ingressos da apresentação do espetáculo Vovó Lulu, sendo um par para cada um dos dois vencedores. Os pares são para o dia 26 de julho de 2013 (sexta-feira) e 01 de agosto de 2013 (quinta-feira). 5. Entrega do Prêmio 5.1 A entrega do prêmio será realizada nos dias 23, 24 e 25 de julho de 2013, devendo os ganhadores apresentarem CPF/MF e RG e assinarem um termo de recebimento e quitação do prêmio. 5.1.1 O prêmio será entregue ao ganhador na BIBLIOTECA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA, localizada na Rua General Labatut, 27, Barris. 5.2 O direito a reclamação do prêmio extingue-se após o prazo de 180 dias, contados da divulgação do texto vencedor. 6. Disposições Gerais 6.1 Os participantes serão automaticamente excluídos desta promoção, no caso de fraude ou má fé comprovada, respondendo civil e criminalmente por seus atos. 6.2 Caso a BIBLIOTECA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA venha a sofrer qualquer processo, autuação ou problemas relacionados à violação da legislação vigente pelos participantes, como por exemplo, mas sem se limitar, por plágio ou fraude, o participante responsável se compromete a reembolsar todos os danos (prejuízos e lucros cessantes) diretos e indiretos que venham a ser causados à BIBLIOTECA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA e a quaisquer terceiros. 6.3 O ganhador autoriza a BIBLIOTECA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA, pelo prazo de 1 (um) ano contado a partir do término do período de vigência, a fazer uso de seu nome, voz e imagem, sem qualquer ônus para a BIBLIOTECA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA, para divulgação desta promoção e de seus resultados, em qualquer tipo de mídia. 6.4 É vedada a participação de pessoas jurídicas bem como de funcionários da BIBLIOTECA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA e da FUNDAÇÃO PEDRO CALMON. 6.5 Todas as dúvidas e/ou questões surgidas da presente promoção serão solucionadas pela promotora da promoção, considerando sempre as normas de proteção ao consumidor em vigor. Das decisões das promotoras não caberá nenhum tipo de recurso. 6.6 A promotora não se responsabiliza por nenhuma falha técnica de transmissão, problemas de acesso à Internet, serviços prestados pelo Blogger ou qualquer caso fortuito ou de força maior que possam impedir a participação do usuário. 6.7 A mera participação nesta promoção caracteriza a aceitação dos termos e condições previstos neste Regulamento. 6.8 Os participantes, ainda, conhecem e aceitam que as Realizadoras não são responsáveis, nem poderão ser responsabilizadas, por qualquer dano ou prejuízo oriundo da participação neste Concurso ou da eventual aceitação do prêmio. 6.9 O presente Regulamento poderá ser alterado e/ou o Concurso suspenso ou cancelado, sem aviso prévio, por motivo de força maior ou por qualquer outro fator ou motivo imprevisto que esteja fora do controle da Realizadora e que comprometa o Concurso de forma a impedir ou modificar substancialmente a condução deste como originalmente planejado. 6.7 Quaisquer dúvidas, divergências ou situações não previstas neste Regulamento serão julgadas e decididas de forma soberana e irrecorrível pela Comissão Julgadora e podem ser endereçados ao e-mail: bpebbibliotecaviva@gmail.com. Este é um Concurso Cultural, conforme especificado no art. 30 do Decreto No. 70.951, de 09 de agosto de 1972. A distribuição do prêmio deste concurso é GRATUITA. Ao participar sei que o Facebook e o Yes!Ganhei não são responsáveis pela criação do sorteio e entrega do prêmio. A responsabilidade é totalmente da Fan page "Biblioteca Pública do Estado da Bahia" que criou o sorteio.

Dica Cultural: Natura Musical Bahia lança edital e realiza oficinas no interior do Estado

Clique para ampliar
O programa de incentivo à produção musical da Bahia, Natura Musical Bahia 2013, divulga edital com inscrições abertas até o dia 19 de julho. Esse ano, a seleção irá contemplar projetos relacionados à pesquisa, preservação e difusão de nossos ativos musicais ou lançamento de novos trabalhos.

Pelo segundo ano consecutivo, serão investidos R$ 1 milhão e, com o intuito de estimular a participação de artistas e produtores de todo o estado, serão realizadas três oficinas de orientação aos proponentes. A Secretaria de Cultura da Bahia participará dos encontros para esclarecer dúvidas quanto à tramitação dos projetos no Fazcultura, tendo em vista que a inscrição no Programa é requisito para participação no edital.  A primeira oficina será em Juazeiro, na quinta-feira (11), às 19h, no Centro de Cultura João Gilberto. Feira de Santana sediará a segunda oficina na sextafeira (12), às 18h30 no Centro de Cultura Amélio Amorim. O último encontro será em Vitória da Conquista, no sábado (13), às 14h30, no Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima.

Criado em 2005, o Natura Musical tem por objetivo o apoio e difusão da música nacional patrocinando projetos culturais e iniciativas que valorizam a criatividade e excelência artística do cenário musical brasileiro. O programa já apoiou quase 200 projetos em todo o país. A partir de 2012, a Natura também passa a lançar editais estaduais contemplando Bahia, Minas Gerais e Pará.

O bloco Ilê Aiyê, a cantora Márcia Castro e o músico Russo Passapusso foram alguns dos selecionados na edição passada do projeto. O apoio é voltado para pessoas físicas ou jurídicas, produtores, promotores e instituições que desenvolvem atividades artísticas e culturais. Para mais informações ou para realizar inscrições acesse o site e o edital do programa em: http://www.naturamusical.com.br/editalbahia2013

SERVIÇO
Oficinas do Programa Natura Musical Bahia 2013
Juazeiro – Centro de Cultura João Gilberto
Dia 11/07, às 19h
Feira de Santana – Centro de Cultura Amélio Amorim
Dia 12/07, às 18h30
Vitória da Conquista – Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima
Dia 13/07, às 14h
Fonte: Espaços Culturais

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Dica Cultural: Peça teatral "Feira de Histórias Fantásticas" na Biblioteca Monteiro Lobato

Crianças assistem contação de histórias na BIML
Era uma vez um cachecol azul que virou rio e um saco de penas coloridas que se transformou num galinheiro com sete galinhas sonhadoras… Era uma vez uma bexiga-sonho que engordava e emagrecia a qualquer hora do dia e um barquinho de papel que cresceu, ficou adulto e foi morar no mar. Esses trechos integram a contação de história da peça de teatro "Feira de Histórias Fantásticas", da atriz e contadora de histórias Danielle Andrade, que estreia neste domingo, dia 14, às 15h, na Biblioteca Infantil Monteiro Lobato (Nazaré). A entrada é gratuita e a apresentação também será encenada no dia 22, no mesmo horário.

Contar histórias é uma prática recorrente em várias culturas, sendo usada para armazenar e difundir valores e conhecimentos. A atriz Danielle Andrade relembra que, antigamente, as histórias reais ou inventadas passavam de geração em geração, contudo, “hoje, as rotinas atribuladas nos afastaram desta prática, que continuam sendo uma forma criativa e eficaz de contar às crianças como era o mundo antes delas e refletir sobre o mundo que podemos construir”. Danielle Andrade também acrescenta que contará histórias autorais como "O Último Carnaval do Dragão", "A Menina e a Lavadeira", "A Fada Sempre Viva e a Galinha Fada", entre outras.

Quando: Dias 14 e 22 de julho de 2013, às 15h
Onde: Biblioteca Infantil Monteiro Lobato - Nazaré
Quanto: Gratuito 

terça-feira, 9 de julho de 2013

Confira as "Dicas de Leitura" do Setor de Pesquisa e Referência

Livro "Nação Quilombo"
A Biblioteca preparou uma lista de livros para quem não dispensa uma boa leitura. As obras indicadas estão disponíveis para consulta na Instituição, no Setor de Pesquisa e Referência (térreo). Em destaque, “Nação Quilombo” (foto), de Joel Rufino dos Santos, que aborda as transformações do negro na sociedade. Para consultar o acervo do Setor de Pesquisa e Referência não é necessário realizar cadastro. O Setor funciona de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 21h; aos sábados, das 08h30 às 12h; e aos domingos, das 10h às 16h. Confira:

Nação Quilombo – Joel Rufino dos Santos
A presença africana na sociedade brasileira vai muito além da imagem simplificada da miscigenação racial. Ela consolidou-se em vários âmbitos históricos e culturais; na música, desde o samba e o jongo até a MPB; na culinária; na religiosidade; na literatura; nas artes plásticas e também na língua portuguesa falada no Brasil. Apesar disso, ainda há discriminação racial contra o negro no Brasil, malgrado a luta pela conscientização da sociedade e a organização política de diversos grupos em torno do chamado "movimento negro". Cada um de seu modo, a partir de suas experiências de vida e profissionais, os autores fazem reflexões sobre essas questões. Dividido em três partes, este livro aborda as transformações do negro na sociedade. 

Espelho do Brasil, A Arte Popular Vista por Seus Criadores – Daniela Name
Um diário de viagem feito pela jornalista Daniela Name e a fotógrafa Selmy Yassuda, que reúne entrevistas e imagens de vários representantes da arte popular brasileira. A ideia era visitar as casas e ateliês dos artistas, captando assim a essência de suas criações in loco. Elas viajaram por todo o Brasil desvendando a história da arte nas diversas regiões do país. A viagem começou com as esculturas em barro e madeira dos artistas do Ceará e de Pernambuco, passou pelas figueiras de São Paulo, pelas máscaras de carvalhada de Goiás e terminou em Minas Gerais, com as noivas de barro do Vale do Jequitinhonha.

Caminhos da Independência – Paulo Cesar Nascimento
A obra traça um panorama sobre a nossa colonização de origem portuguesa, injetando todas as suas crenças, culturas e valores. De Pedro Álvares Cabral à D. João VI, deu-se um grande impulso para a expansão da civilização européia no Brasil. Em um curto período, o Governo Português fundou: a Real Academia Naval e a Academia Militar Real (escolas militares), a Biblioteca Nacional, o Jardim Botânico e a Escola de Medicina (Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro), estes no Estado do Rio de Janeiro, e a Escola de Medicina na Bahia, Portos e Capitanias pelo Brasil.